A surpresa

Dona Ada trabalha no meu sector a 2 anos, é uma pessoa caricata, óculos fundo de garrafa, cabelo preso em coque, roupas tipo avó anos 60, não se sabe se a dona Ada é recta ou tem curvas, dona Ada fala duas palavras no expediente, bom dia quando entra e boa tarde quando sai e é claro motivo de apelidos como: dona morticia, freira, CDF, entre outros.
Final do ano passado tivemos a tradicional confraternização de fim de ano no escritório, como cumprimos todas as metas, a directoria nos brindou com um coquetail, a dona Ada não aceitava nada, até que o director lhe serviu uma champanhe, festa vai e dona Ada vem ao meu encontro e me entrega um bilhete.
No bilhete um endereço e a frase daqui a 20 minutos. Não entendi nada.A surpresa
Meia hora depois estava indo embora e fiquei curioso com o bilhete da dona Ada, resolvi conferir o que ela queria com aquilo, fui a até o endereço toquei a campainha.

Uma bela mulher atendeu, cabelos lisos, uma saída de banho branca de seda, sapatos altos a uma voz sexy, fiquei surpreso olhei bem para ver se era a dona Ada mesmo.
A bela mulher que deixou de ser a dona para ser só Ada me guiou até o sofá e com um leve empurrão fez eu sentar tirou a saída de banho e deixou à mostra um corpo magnífico só com uma calcinha branca e um sutiã meia taça, devagar tirou minha roupa e sem me tocar com as mãos começou a dar um banho de língua, devagar chegou até o meu membro e fez um oral como nunca vi antes, sua língua serpenteava no meu membro como um carro de formula 1 faz curvas em uma pista, sua boca chupava com uma avidez.
Gozei e Ada sorveu todo o meu gozo até a ultima gota. Eu fiquei aturdido pensei que era um sonho.
Ada levantou apanhou uma garrafa de vinho duas taças e um estojo igual a de anel, abri o estojo dentro tinha um comprimido azul, não pensei duas vezes tomei o viagra.

Ada me levou para a banheira e como uma gueixa me deu um belo banho dali fomos para a cama, com a delicadeza de um anjo Ada enxugou todo meu corpo com a boca. Transamos de todas as formas e maneiras, Ada sentindo que eu ia gozar fez um anal com um rebolado que me fez gozar como nunca.
Fui para casa crente que havia achado a mulher ideal para casar, mas para minha surpresa na segunda feira Ada não era mais Ada e sim dona Ada, tentei varias vezes conversar, era o mesmo que falar com uma porta, insisti mas nada dona Ada não me dava a menor atenção, fui na casa dela uma noite dona Ada me atendeu com frieza e ameaçou chamar a policia.
Hoje só me sobra a lembrança a surpresa daquele dia.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>