Carioca Pauzudo

Quarta feira era mais ou menos 02h30minhs da manhã, um calor de 36° em Poa mais a sensação térmica de 40° graus.
Estava deitada lendo. Quando meu celular toca, queria me fazer uma visita. Então pedi para que, quando ele estivesse na minha rua me ligasse. Menos de 5min ele retorna a ligação da frente do meu prédio, então passo o apartamento e ele sobe.
Como estava quente demais e eu estava somente de calcinha. O recebi assim. Nossa quando abro a porta um homem gostoso, cheiroso e aquele sotaque que me deixou louca. Um carioca todo gostosão, todão mesmo! Grandão, corpão, e o melhor um pausão enorme mesmo.

Conversamos um pouco na sala. Daí então fomos ao quarto. Pedi para que ele ficar a vontade devido o calor. Então ele tirou sua roupa ficando somente de cueca, ficamos conversando e eu ali alisando aquele pau sobre a cueca. Foi então que ele me deu um beijo e senti seu pau crescendo e tomando o tamanho verdadeiro. Olha não tinha nenhuma régua por perto, mas julgo que tinha uns 22 cm sim, se não tivesse mais!
Peladinho na cama perguntei o tamanho?
– ele disse que não sabia.
Mas se eu quisesse poderia medir.
Então disse que régua não tinha. Mas que teria outra coisa. Ajoelhei-me e abocanhei aquele pau para medir ele dentro da minha boca. Mamava para valer aquele cacetão enquanto aquele carioca gostoso falava putarias que me davam mais tesão ainda.
Tentava chupar o máximo que conseguia. Mas devido ao tamanho não conseguia, percorri minha língua até seu saco e na entradinha da sua bunda. E olhava aquele pausão duro feito uma rocha, a essa altura já estava sem calcinha e enquanto eu o mamava ele batia uma gostosa punheta para mim. Deitei-me na cama e então ele veio e abocanhou meu pau. Que delicia de boca ele tinha, e eu vendo aquele pau ali comecei a chupar também num gostoso 69. Já não aguentava mais de tesão aquele macho safado.
Foi então que me posicionei de bruços na cama ele me deu um verdadeiro banho de língua. Começou a deslizar sua língua pelas minhas costas, até chegar no meu cu. Ali ele enfiou a cara e chupou muito, me fazendo gemer de tesão! A essa altura eu já estava louca de tesão.
Ele lambendo meu cu e de leve acariciando meu pau. Então começou só a esfregar no meu cu aquele pau me fazendo sentir calafrios. Já não aguentando mais de tesão fui obrigada a pedir para ele me comer. Pois adoro desafios.carioca pauzudo
Então ele encapuzou aquele pau e colocou na entradinha do meu cu. Com minhas pernas nos seus ombros foi enfiando a cabeça de leve até entrar todo, nossa se tive se útero teria dito que foi lá hehehe, mas seu pausão me fazia sentir dor, mas era uma dor gostosa e ele metia para valer, metia e me beijava com o pau todo enterrado. Paramos por um instante até eu me acostumar com aquele pau, mas ele parecia insaciável, disse que queria que sentasse no seu pau e foi o que eu fiz.

Ele deitadinho na cama segurando aquele pau para o alto, me posicionei e sentei pra valer! Sentindo o saco bater na minha bunda vi que não tinha mais nada pra entrar. Então ele me pegou de um jeito quase que inusitado para mim. De ladinho mais de frente para ele, que delicia aquele pau todo no meu cu, e aquele tesão de homem me masturbando ao mesmo tempo.
Foi então que devido ao calor o convidei para irmos tomar um banho juntos. Chegando no banheiro dei uma mamada naquele pau e já fui ficando de 4 e ele meteu para valer. Com a água percorrendo nossos corpos, me pegou pelos cabelos e meteu aquele pau, queria arrombar meu cu, e foi o que ele fez para valer.
Meteu com muita vontade e tesão. Fiquei de uma maneira em que ele começou a me masturbar e me dava tapas na cara. A cada cravação que ele me dava mandava eu cala a boca.
-que era pau que eu queria e era o que eu estava tendo!
Eu ali de 4 com a perna em cima do sanitário e aquele homem me comendo para valer! Pegando-me pela cintura e cravando e dando aquelas palmadas que só me davam mais tesão.
Só que vi que ele já não estava me aguentando mais. Pois parava por uns instantes, mas na chegada eu avisei:
-que eu adorava sexo e era fogosa.

Mas ele disse que me daria pau e arrombaria meu cu e era isso que eu queria, mal dei tempo para deixar escorrer uma água no corpo e já fui novamente posicionando seu pau durão no meu cú e fazendo meter para valer, e assim ficamos por mais de 30min de baixo do chuveiro fudendo para valer.
Enquanto ele passava uma água no corpo eu esfregava meu pau no seu cuzinho, mas ele me disse que nunca tinha dado. Então ficamos só no arreto mesmo. Depois desse tempo todo ele me disse para irmos para a cama para gozarmos. Então nos secamos e fomos para o quarto.

Deitamos na cama e ficamos batendo uma deliciosa punheta. Então pedi para ele chegar perto, pois queria lamber seu saco. Ele se posicionou em cima de mim e meteu seu pau na minha boca, me fazendo engasgar. Depois percorri minha língua em seu saco até seu cuzinho, quando olhei seu cacetão estava duro como uma pedra ali na minha cara e eu já explodindo de tesão. Então ele me disse que queria que eu gozasse em cima dele.
Então com ele deitado na cama, subi para cima dele e com seu pau rosando no meu cu.
Gozei muito na sua carinha, saia tanta porra do meu pau que meu deixou fraca. Então era a vez dele me dar leitinho, me mandou deitar e veio para cima de mim.
Nossa quando aquele cacetão gozou parecia que não ia mais parar de sair porra me deu um banho de porra.
Lambuzando meu rosto inteiro e enchendo minha boca com sua porra quentinha, bom demais!

tchat incontri

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>