Comi a empregada!!!

Acordei com o despertador a tocar e já sabia que ia ter um dia de trabalho nas terras, levantei-me eram 7:00h da manhã, vesti as minhas calças de fato de treino azuis e uma t-shirt branca já meia suja de outros trabalhos, desci mas os meus avós não estavam em casa pois tinham ido o dia todo para uma consulta.Comi a empregada
Tomei o pequeno almoço e ouvi bater a porta, abri e era Eugénia a empregada da minha avó, era quinta-feira o dia de ela ir ajudar a minha avó nas terras, mas nesse dia ia-me ajudar a mim, eu ainda de chinelos e ela com calças pretas e uma bata, nos pés umas galochas azuis Dunlop Sport coisa que me excitava muito.
Terminei o pequeno-almoço e calcei as minhas galochas Dunlop pretas, agarrei em duas sacholas e fomos para as terras começar o trabalho, a meio da manhã parei para descansar um pouco, fui para debaixo de um coberto que me oferecia sombra e enquanto descansava reparava na Eugénia uma mulher de 60 anos mamas grandes e firmes e um cu firme e redondinho ela sempre me excitara só pensava no dia em que a pudesse penetrar e chupar aquelas mamas tão boas.
Até então só tinha batido umas belas punhetas a olhar para ela da fresta da janela de casa da minha avó, mas eu queria mais pois o minha pica estava quase a estoirar.
Passado uns 2 minutos ela vem ter comigo ao coberto onde estava sentado num carro de vacas ela sentou-se ao meu lado e começámos a falar um bocado.
Mas eu só olhava aquelas mamas e imaginava a minha piça a roçar no meio delas, foi aí que ela reparou no meu inchaço e disse que eu tinha uma bela piça para a minha idade (18 anos) e eu sorri e disse que podia ser toda sua.
Então para minha surpresa ela baixou as minhas calças e começou um broche que eu até delirei.
Aproveitando aquele momento rasguei-lhe o avental e besuntei a minha gaita naquelas mamas tão boas, terminamos a fazer sexo quente, húmido, violento e sujo as minhas galochas roçavam nas dela, as minhas mãos não saiam das mamas dela e todo aquele ambiente me dominava até eu me esporrar para dentro dela num mar quase infindavel de esperma quente e espesso.
A partir desse dia todas as quintas-feiras fazemos amor em currais ou no meio do milho mas o que é certo é que somos felizes e a nossa relação e estritamente sexual.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>