1º conto erótico – Comi uma professora na casa da tia

Boas ,
vou começar por me apresentar.
Sou um jovem de 24 anos 1,78 m 67 kg , bonitao e moreno, muitas vezes chego a sentir-me as vezes intimidado por ser tão assediado na rua, outras não resisto em tentar 😉
Não sou muito bom em descrições mas gosto de ler este site de contos eróticos há muito tempo e tem-me aberto o apetite para novas aventuras, algumas muito loucas. Vou contar aqui o meu 1º Conto erótico.
Enquanto solteiro, aos fins de semana sempre frequentei a casa de uma tia minha, que tinha piscina, condomínio, bela casa e boas farras sempre se fazia todas as noites ali com família e amigos e amigas, mas eu sempre solteiro naquela altura e a minha prima não podia cair, muitas vezes me contive .. lol.

Certa noite num jantar, ela e uma amiga riam-se muito para mim, quando para meu espanto aparece uma bela senhora, de vestido e diamentes, muito elegante e apetecedora 😉
Esta sentou-se a meu lado, e eu como bom cavalheiro a servi e começamos a falar, enquanto era-mos alvo de risos e piadas, pois não esperava aquilo.
A menina era professora e tinha 30 anos, cerca de 55 kg 1,65m talvez.

Após muito vinho e o jantar acabar seguimos para casa de minha a prima e eu fui a boleia da professora, mas nunca imaginava o que iria acontecer de seguida.
Entramos em casa eu segui para a sala de modo a verificar o euromilhões na Tv, que não me tinha saído nada, mas continuei a ver um programa de tv enquanto toda a gente se encontrava na cozinha ao lado da sala e a menina decidiu vir para ao pé de mim meter-se comigo de forme elegante e educada.1º conto erótico - Comi uma professora na casa da tia
Não demorei a dizer:
– ” és um pouco idosa … ” de modo a provocar a situação.
A professorinha não hesitou e provocou-me deitando a cabeça no meu colo, no meio da sala, enquanto ouvíamos os risos e conversas da cozinha.
De repente abri o fecho das calças e as tirei ate ao joelho e a obriguei a chupar o meu pau já duro e grosso, faminto daquela boca quente e gostosa que não demorou a abocanhar como uma louca.

Talvez do vinho, não sei, mas a tesão era tanta que nem tomamos conta das medidas que estavamos.
Enquanto me chupava a verga, ia metendo os dedos naquela cona já toda encharcada e faminta.
Levantei-a, e ela de vestido, deitei-me no chão desviei as cuecas e sentei-a ao meu colo no meio daquela sala grande e que fazia eco.
O que vale é que a professora não gritava muito, só gemia.
Humm senti aquela cona apertadinha a deslizar que bom, não demorou 10 minutos para se vir com um alto gemido dizendo:
– ” os 24 anos já compensaram o dia…. ” , que continuei comendo a professora com muito gosto .
Posicionei-a à canzana contra um sofá e comia-a com força até que me vim e esporrei-lhe a cara toda .
Muitos soados ficamos na sala mais um pouco a recuperar o fôlego e loucos pelo que fizemos numas horas de conhecimento.
Ela saiu e a minha prima rapidamente veio a sala e sentiu aquele cheiro a sexo e me chamou de maluco .
Tenho muitas mais a relatar aqui , vou deixando com muito gosto .

Espero que tenham aventuras parecidas 😉
Cumprimentos.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
1 comentario
  1. marcos diz:

    pohaa manow,, mim ensina a mentir assim, -‘-

Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>