Archive for the Category »Sexo Virtual «

O meu conto real – a minha musa da internet

Sou um garoto de 17 anos, me chamo Rodrigo, tenho 64 quilos e 1,76 de altura. Pratico ténis, meu corpo é bem trabalhado. Mas não sou o cara mais esportista possível, passo quase metade dos meus dias no computador. Enfim, vamos à história que ocorreu comigo.
Todos já ficaram excitados em situações inesperadas; uma consulta no hospital, na praia, no cinema… e consequentemente, todos nós temos alguma fantasia sexual em um local desses.
No meu caso, a tal fantasia começou pela internet. Conheci uma garota chamada Lenita, pelo twitter. Ela sempre era muito espontânea no que ‘twittava’, e quando mandava fotos, me deixava louco. Ela era linda. Filha de pais ricos, sempre se cuidou muito. Era alta, possuía por volta de 1,70, coxas bem trabalhadas e seios de bom tamanho para uma garota de 16 anos. Com o tempo, fui me aproximando da tal garota. Conversamos pelo msn, e mais tarde já estávamos nos vendo pela webcam… Ela morava em Chapecó, cidade catarinense. eu moro no Pará.O meu conto real - a minha musa da internet
Eis que, nas férias de julho, ela marca uma viajem pra Belém, que fica perto da minha cidade. Ansioso, esperei ela chegar, e no dia de sua chegada fui até o aeroporto. Estava MUITO quente, e quando vi ela chegando com a mala… Não sabia o que dizer. Ela era a mulher mais linda que já havia visto. Seus cabelos castanhos, lisos e longos contrastavam seu rosto lindo, com lábios carnudos e olhos grandes. Demos um abraço caloroso, e ela comentou o quanto estava feliz em me ver. Como ela estava morrendo de fome, partimos para o shopping.
Lá mesmo almoçamos, depois vimos um filme no cinema… E acabamos indo para meu apartamento, numa cidade perto de Belém. Minha irmã tem 25 anos, se chama Rafaela e mora comigo. Rafaela também era amiga da Lenita, e o encontro em Belém foi combinado por nós 3. Ficamos conversando em grupo, e minha irmã foi dormir para trabalhar no outro dia de manhã. Enquanto isso, Lenita e eu ficamos conversando, tínhamos tanto para contar… fomos dormir, cada um em seu quarto. Enquanto isso, eu pensava o quanto ela era gostosa. Um mulherão, eu tinha que aproveitar a chance para comer ela. Esperei até amanhã e fui dormir.
No outro dia, Rafa já tinha ido trabalhar. Acordei e fui pra sala, e encontrei Lenita. Tomei a iniciativa; disse que ela era mais linda pessoalmente. Ela falou, com uma cara sexy, que eu era mais gato pessoalmente, também. Falei algumas coisas no ouvido dela, e ela me deu um beijo no pescoço, tudo bem devagar… Estávamos no sofá, nos pegando. Ela tirou uma camisinha do bolso, e botou no meu. com um sorrisinho, levantou e falou que ia se preparar pra mim… Não conseguia me segurar de tesão, minha pica estava duríssima. Ela chegou com uma camisola transparente, deixando mostrar seu sutiã e calcinha pretos, bem visíveis em contraste com sua pele branca.
Ela me empurrou para o sofá, e começou a tirar minha roupa, enquanto a gente se beijava. depois, tirei a camisola dela, e ela mandou eu fazer ela ser minha escrava. Joguei ela no sofá, e a chamei de safada. tirei a minha cueca, abaixei um pouco sua calcinha, e comecei a lambe-la de quatro… depois coloquei ela deitada de barriga pra cima e segui fazendo um oral nela. Depois ela partiu pra ofensiva e me chupou, enquando eu apalpava seus seios.
Era o momento perfeito, estávamos muito excitados. Ela colocou a camisinha em mim com a boca (Que habilidade!) e falou ‘me come, gostoso!’ apoiei ela de quatro no sofá e meti no cu dela, fazendo ela gemer muito. Por mais incrível que pareca, ela não era mais virgem com 16 anos. Meti forte, ela aguentava muito bem, enquanto se masturbava. Mudamos de posição; deu deitei no sofá, e ela ficou por cima de mim, com as pernas abertas.
Cavalgou muito gostoso, com força, e desfrutou do meu pinto, todos os 19 cm. sua buceta era depilada, com apenas um triângulo em cima do clitóris. Metemos muito, deixei ela louca.
Quando ela teve um orgasmo, se deitou do meu lado e suspirou. Chupei ela mais um pouco, enquanto meti o dedo na sua buceta. Ela ficou louca, e esguichou mais uma vez. Depois, comecei a meter nela de novo, e em pouco tempo gozei na barriga e peitos dela, foi perfeito. Fomos para o banho, e lá ela me fez juras de amor.
Nos três dias seguintes, nos divertimos mais ainda… Depois ela foi embora.
Nossa amizade virtual continuou grande. Pretendo a encontrar novamente, porque com uma musa dessas, não preciso de mais nada… 
* O conto é verídico. Os nomes foram substituídos para preservar nossas identidades.
** Não é uma história de sexo quente e sacanagem o tempo todo, mas me esforcei para escrevê-la, e algumas amigas minhas que leram acharam excitante, portanto, resolvi postá-la.

Amei foder você!

Bem amigos..vou relatar que aconteceu comigo no mês de janeiro…
Lendo os contos eroticos de uma pessoa, fiquei muito interessado nessa mulher..no final dos contos dessa gata ela sempre deixa seu mail…
Bem vamos ao que aconteceu…eu lia um dos contos dessa deusa e a adicionei seu contato… fui aceito na mesma hora pois ela estava on line..foi uma sorte eu poder ver aqueles lindos peitinhos na cam..acho que ela deve ter gostado muito do meu pau também..como disse em outros contos.. 23 cm de puro músculo ..

Nos masturbamos e gozamos muito na net…foram varias vezes que nos arrebentamos de tanto gozar na web cam.
Mas, precisávamos fazer aquilo se tornar real…
Sou de campinas cidade próxima de itu onde ela mora..marcamos…nossa que loucura..antes de nos encontrarmos num motel da cidade dela ainda nos ficamos na cam por horas..que mulher linda..que boca!Amei foder você!
Bem..nós chegamos no motel as 13:00 e ela estava linda com uma mini saia branca e uma blusa preta..apenas de tapatex..
Juro fiquei por quase uma hora chupando aqueles peitinhos aquela buceta depilada e aquele cuzinho rosadinho..
Ela gozou muito..depois ela me deu um banho de língua..então minha deusa deitou de bruços e mandou eu por meu caralho de uma vez só no seu cúzinho.
Obedeci, nunca vi um rabo tão quente como esse disse a ela…ela rebolava como uma cobra com meu pau enterrado até o talo..
Fiquei por mais de uma hora fudendo aquele rabo até ela anunciar o gozo…ha…tenho um detalhe sobre mim…fico o tempo que eu quiser sem gozar…já meti por mais de três horas sem gozar…

Mais naquele cuzinho eu fiz questão de deixar meu leitinho quente…foi lindo ver meu leitinho escorrendo pela bunda até as coxas..
Dai fomos pro banho onde lavei cada cm daquele corpinho lindo…pois eu queria muito aquela bucetinha…
Voltamos pra cama onde ela se deitou e eu como se fosse seu marido me coloquei entre suas pernas na posição papai e mamãe ..fizemos um amor muito apaixonado…ficamos na mesma posição por mais de duas horas..ela gozava a cada minuto..eu me continha…
Eu acho que estou apaixonado por essa linda mulher…pois beijei muito aquela boca…depois de tanto amor eu a levei pra casa onde no carro ela me fez gozar pela ultima vez na boquinha…..
Só há uma coisa que vocês não sabem: durante todo tempo que ficamos juntos o maridinho dela nos assistiu…..
Vou deixar aqui um pedido a ela: volte a ficar comigo nem que seja só por mais uma vez..te adoro gata….Amei foder você!

Foder o velho na Europa!

Olá, É a primeira vez que vou contar minha história, factos reais! Sou de uma pequena cidade de fortaleza, Sou magra 1,65 de altura, tenho 20 anos e bem sexy. Todas as amigas se sentem inferiores à minha beleza negra.
Bom vou começar a relatar meu acontecimento. Estava em crise com meu namorado. Durante essas crises terminamos e me senti muito carente.
Durante esse tempo recebia mensagens de um estrangeiro que me elogiava sempre. Ele passou 3 meses enviando mensagens pra mim e eu nunca o respondi nem uma mensagem, em consideração ao meu ex namorado.
Ok! certo dia vi que ele tinha enviado mais uma msg e então resolvi responder, de certa forma queria saber quem era aquela pessoa tão insistente.
Então ele imediatamente me respondeu, dizendo que era um homem velho que precisava olhar minhas fotos sempre que iria dormir. Então isso me deixou excitada e queria saber mais sobre aquele homem, Ele me disse que era meu fã, e que não acreditava que eu era a mesma garota da foto, pois minhas fotos são admirada por todos.
Assim como eu estava carente percebi que aquele velho de 55 anos também estava e isso me enlouquecia e me deixava com muito desejos de foder com aquele homem velho.
As conversa ficarão cada vem mais excitantes e todas as noite eu precisava teclar com ele, isso me envolvia cada vez mais e cheguei a tirar a roupa em frente a webcam para que ele me olhasse peladinha, eu me masturbei na frente da webcam e percebi que ele estava louco de me foder, aquele velho babão estava com a pica duro e eu querendo ela dentro da minha bucetinha apertadinha.
Passamos 2 semanas e ele não aguentava mais e queria me comer de qualquer jeito, foi ai que ele me fez o pedido para ir à Europa com todas as minha despesas pagas por ele, e eu também queria muito dar minha buceta para aquele velho babão e aceitei na hora o convite para foder na Europa.. era tudo que eu queria.Foder o velho na Europa
Então com 3 dias eu estava lá. Ele foi me buscar no aeroporto, quando avistei ele, eu gelei nem senti minha perna e minha xana estava gritando de desejos, então nos cumprimentamos e fomos para o Hotel, eu percebi que ele me olhava com um olhar de um cachorro no cio, me comia toda com os olhos azuis e eu toda safadinha me exibia cada vez mais meu corpo pra ele.
Como cheguei cansada fui tomar um bom banho e coloquei uma calcinha bem pequenina e meu baby doll e sai do banho para ver a visão da paisagem pela a janela, ele sentado ao meu lado observando o meu corpo, eu empinei meu bumbum e ele louco mas me respeitava bastante foi ai que me sentei em seu colo para sentir seu pau duro, e comecei a beija-lo e ele não aguentou e foi logo tirando meu seios de fora e chupando e chupando como um louco, eu acho que aquele velho há muito tempo não via mulher e eu adorando tudo isso, ele passou a mão em todo o meu corpo e me desejava mais e mais, me jogou na cama, tirou meu baby doll e minha calcinha e começou a lamber chupar e morder minha xaninha eu fazia tudo que ele queria.
Eu fiquei em pé em cima dele e comecei a dançar, me abaixava para ele lamber minha buceta e subia ficando desse sobe e desce depois tirei toda sua roupa e comecei a chupar seu pau duro e fizemos um delicioso 69 hummmmm….
Aquele velho tinha uma pica boa, também ele chupava minha buceta forte e eu gemia de prazer, foi ai que eu não aguentei mais e queria ser fodida e disse fuck me, fuck me eu falava alguma palavrinha inglês e deixava ele louco, e ele foi logo me virando e abrindo minhas perninhas empinando minha bunda segurou em minha cintura e foi em direcção ao meu cuzinho…

Veio como se fosse um cão no cio com tanta força e eu gemia, gemia alto e ele me fodia depois disse que queria minha bucetinha apertadinha.
Primeiro ele chupou, me lambeu com aquela língua grande e dura e colocou seu pau grande e duro eu estava louca, ele me batia e me chamava de sua puta, tudo em inglês eu queria mais e mais.
Foi quando eu gozei no seu pau, ele ficou mais louco ainda e gozou na minha cara hummmm… foi uma delicia ser fudida por aquele velho no cio.

Passamos alguns dias na plena loucura e chegou o dia de voltar pra casa.
Eu falo com ele todas as noites, eu sei que ele precisa gozar antes de dormir, então eu faço essa caridade, sempre falo assuntos picantes e gozamos juntos mesmo pela webcam.
Espero que vocês tenha curtido o meu relatório, e se algum estrangeiro precisar de uma putinha novinha eu estarei aqui. Com a bucetinha bem molhadinha. Indialuau@hotmail.it

Faço sexo com a baixinha gostosa

Oi meu nome e Walter, sou moreno claro atraente, casado e bem divertido.
Moro em São Paulo mas precisamente na zona leste em um bairro não tão nobre mas também não é o fim do mundo…
Pois bem, meu conto é uma realidade que acontece na vida de qualquer pessoa, mas também aconteceu comigo não faz três meses…
Como trabalho à noite fico quase que todo o tempo na Net sapeando para lá e para cá. Foi quando lá para a 1:00h da manha resolvi entrar em uma sala de bate papo, escolhi uma idade de 40 a 50 anos, entrei e fiquei lá vendo as mensagens rolarem, não gosto de entra e ficar dando boa noite e bom dia pois sei que ninguém responde mesmo, ainda mais quando é um Nick de um homem.

Passado uns 6 minutos ou mais vi um “bom dia” em rosa com o Nick de Lob@sedutor@, ela tinha 43 anos 1,56 de altura e se chamava Clara.
Quando ela me disse sua altura fiquei um pouco entusiasmado adoro mulher baixinha acho todas elas muito gostosas ainda mais se for um pouco cheinha…hum que delicia.
Voltando…papo vai papo vem descobrimos que estávamos perto um do outro, porem eu estava no trabalho e ela em casa, passei meu numero de celular para ela que me ligou em seguida, sua voz era macia e sensual, isso me deixou com um tesão imenso, meu pau estava duro como uma rocha só de ouvir aquela voz.
Perguntei a ela se teria coragem de vir onde eu estava. Faço sexo com a abaixinha gostosa
Ela disse:
– Não demoro já estou indo, vou chegar em um Ford fusion preto…
Meu coração quase pulou pela boca quando ela desligou o telefone, pois o tempo estimado de chegada era de 15 minutos em média.
Eu trabalho de segurança, as vezes a guarita fica um pouco bagunçada, arrumei as pressas coloquei tudo no lugar e quando estava varrendo o chão ela chegou me deu farol alto para não chamar muita atenção, vi se os dados que ela tinha me dado batia, abri o portão de entrada e pedi para ela estacionar atrás da guarita em um lugar bem escuro.
Quando ela desceu pude ver pelo vestido sua silhueta bem definida, ela era uma baixinha muito gostosa.
Foi apenas um oi e começamos a nos beijar, ela parecia que não via um homem fazia tempo…
Começou a beijar meu pescoço e foi descendo abriu meu zíper e enfiou meu pau todo para dentro da sua boquinha pequena e quente.

Ela me levou às nuvens, sugando e gemendo ao mesmo tempo, me segurei duas vezes para não gozar naquele rostinho lindo, pois queria aproveitar o máximo daquela boquinha angelical…
Já fui chupado por muitas mulheres mas essa baixinha foi a única que me levou à loucura.
Pois bem terminado de me chupar comecei a beija-la novamente e levantei o vestido dela, hum ela estava sem calcinha, passei a mão naquela bundinha bem macia e lisinha, coloquei ela de pé virada para a parede e cai de boca em sua buceta raspada e quente, que delicia chupei com vontade enfiando a língua bem lá no fundo e sugando todo seu liquido sedutor.
Nesse momento pude ver que fazia um bom tempo que não via um homem mesmo pois ela gemia bem alto de tesão e tremia a perna toda, achei estranho essa cena e me levantei, sentei na cadeira e pedi para que ela viesse de frente. Antes de entrar a metade do meu cacete, ela já estava gritando de tesão, meu pau entrava bem lento naquela gruta quente e apertada, ate podia sentir ela apertando meu pau com sua vagina.
Transar em uma cadeira é uma delicia você sente a mulher por inteiro ainda mais essa baixinha que rebolava muito gostoso, ficamos nessa posição por meia hora mais ou menos e vi que ela gozava uma atrás da outra, mas o meu tempo era curto e meu supervisor podia chegar a qualquer momento e tinha que finalizar logo, coloquei ela de quatro na cadeira e enchi aquela buceta linda de rola , em movimentos rápidos e fortes via os gritos dela ecoar pela guarita, não aguentei mais meu pau explodiu de porra dentro dela, que gemia ainda mais de tesão, tirei ele para fora e ela fez uma limpeza geral lambendo e engolindo toda a porra que estava nele…foi uma loucura sem limites que essa baixinha fez naquela noite…
O mais importante é que viramos amigos e ate hoje nós transamos, não mas na guarita e sim em sua casa, quando o marido dela está viajando a negócios….mas esta é uma outra historia que eu conto em breve…. Como eu faço sexo com a baixinha gostosa…
incontri online

Sara e Daniel: a primeira de muitas fodas

Sara e Daniel: a primeira de muitas noites em claro
Essa é a história de Sara, 25 anos, que se entregou aos encontros de Daniel, um moreno que conheceu na internet. Já na primeira ela soube que seria dele com muito prazer…

Essa é a história de uma moça, normal, como milhares nesse país. Não namora porque ainda espera o cara certo para alguma coisa legal. Mas, de um tempo para cá tem se sentido só, mais só que de costume. Adora sexo e ultimamente tem se visto transando apenas em seus sonhos. Não quer dar para qualquer um, principalmente depois de ter amado, de ter feito muito amor com o único homem que ela queria para sempre.
Como tem o sangue quente e ultimamente tem tido muitos sonhos eróticos, não pára de ter vontade de um bom sexo. Sua imaginação vai a mil quando pensa num homem a segurando por trás, a empurrando contra a parede, puxando seu cabelo, a fazendo mulher, a fazendo gemer de tesão e vontade. Realmente a sensualidade estava à flor da pele, mas nem por isso se entregava… Ela queria algo diferente, algo que realmente a fizesse ter vontade de dar igual a uma louca. Senão continuaria em casa, com seus calores e se resolvendo sozinha.

Numa certa noite, dessas de tédio e solidão, decidiu entrar numa sala de bate papo on line. Cara, aquilo ela considerava depressão pura! “Puta, que droga… procurando passar o tempo com esse monte de desesperados”, mas como Sara queria alguém, quem sabe, ele não poderia estar ali, assim como ela?
Foi conversando com uns dois ou três, o papo fluía bem. Adicionava no MSN, continuava a conversa, mas como sabia que esses homens só querem sexo, seleccionava bem, dava canseira, perguntava muito. Estava com vontade de conhecer alguém legal, mas nem por isso se entregaria para o primeiro idiota.
Até que começou a conversar com Daniel. Parecia como todos, desinteressantes, porém esse ainda tinha um agravante: convencido! Sara perguntava, ele demorava a responder. De certo estaria atacando outras mocinhas… enfim. Ela gostava mesmo de saber com quem estava lidando e percebeu que ele era ríspido, um pouco grosso e deselegante. Enfim, tudo que não a atraia num homem. O deixou de lado. Definitivamente, ele não fazia seu tipo.Sara e Daniel: a primeira de muitas fodas
No dia seguinte, filtrando os caras que tinha adicionado, deletou Daniel, mas não o bloqueou, se ele quisesse e a chamasse ela veria e conversariam numa boa. Até que numa tarde, alguns dias depois… trabalhando, on line, ele a chamou com a pergunta do dia. Ficou intrigada. No começo achou que fosse alguma piada sem graça. Ele tinha 27 anos e o tinha achado um moleque, não um homem como estava acostumada. Foram conversando, ele estava em casa por causa de uma gripe.
Adorou teclar com ele. Daniel parecia um cara inteligente, bem informado e isso a instigou. Mas por pouco tempo. Quando viu suas fotos no Orkut, viu que ele é muito ligado ao corpo, com fotos sem camisa, bancando o gostosão. Sara é discreta, não acha importante a aparência, nem esse apelo do corpo sarado. É magrinha, mas sabe de sua sensualidade e suas curvas delicadas.
Durante a semana foram conversando mais animadamente e o papo, como acontece naturalmente entre um homem e uma mulher com desejos, foi ficando mais picante… Ela simplesmente estava adorando aquilo. Passou a espera-lo e a ficar ansiosa enquanto ele teclava, mas até ai, achava que nem se veriam. Ele não fazia nenhum convite e ela não daria o primeiro passo. Não com ele.
Até que Daniel escreveu um email delicioso. Ela estava louca de tesão por aquele cara, que sequer tinha visto. Ficava quente com aquelas ideias de sexo e prazer com um desconhecido. Só de ler aquilo, na tela do computador, ficava molhada e se masturbava pensando em como seria bom dar para aquele cara.
Até que marcaram um encontro. Cheia de vontade, mas morrendo de medo, Sara aceitou o convite. Esperou por ele. As mãos geladas, a boca seca… Ela sabia onde os dois passariam a noite: numa cama de motel, mas estava assustada. No fundo tinha medo de não gostar dele, do cheiro, do gosto do beijo. Ele chegou. Ela entrou no carro, gostou do que viu. Cumprimentou com um beijo no rosto e foi simpática.
No quarto, já estava cheia de vontade daquele cara de sorriso perfeito, louco por possuí-la. O beijo era bom, ele pegava gostoso e estava de cueca branca. Sara era louca por cuequinhas brancas. Se segurando para não cair de boca naquela rola que parecia deliciosa, foi se entregando aos carinhos de Daniel. Até que não resistiu e começou a chupar aquele homem, que parecia não aguentar de prazer. Sara sabia que seu boquete era dos bons. Fazia com gosto, com muita vontade. Adorava chupar.
As preliminares foram maravilhosas, Daniel tinha paciência e estava deixando Sara louca de desejo de sentir seu pau bem duro e grande dentro dela. Ela suplicava de tesão, gemia cheia de torpor, tomada por aquele homem que a fazia sua mulher. Sara pedia que ele a penetrasse com urgência e ele dizia. “Eu vou te deixar louca”. E deixou mesmo.
Quando Sara achou que não aguentaria mais, ele enfiou seu pau duro dentro dela que estava toda melada, só esperando por ele. Entrava com firmeza, gostoso, do jeito que Sara mais gostava. De quatro, sendo segurada pela cintura e pelo cabelo, ela dava com vontade para Daniel que parecia adorar aquela magrinha.
Enquanto chupava os dedos dele, ela percebeu que ele não aguentava mais e ele gozou muito em seu bumbum arrebitado de tesão.
Sara teve uma de suas melhores noites, principalmente porque ambos tinham o que conversar depois do sexo. Eles ainda transaram mais três vezes. Aquele homem era insaciável, ainda queria mais. Sara adorava saber o tipo de reacção que provocava naquele moreno. Saíram do motel às 7 da manhã, sem sequer terem cochilado.
Ela adoraria saber o que se passava na cabeça de Daniel, mas ela tinha adorado. Ela adora sexo e se ele quiser, ela ainda vai dar muito para ele. No motel, na cama, no chuveiro, no carro, na chuva, na pia…
incontri online