Cunhadinha vagabunda

Aqui vou me chamar Leid…..tenho 32 anos, sou morena, de olhos negros, boca carnuda,seios médios e buceta suculenta, segundo me disseram.
Agora sou casada, mas quando aconteceu a historia faltava uns meses pro casamento. Bom eu tenho 3 irmãs, uma delas é casada com um cara da minha idade.
Ele desde o começo me olhava, mas eu nunca dei atenção…sempre queria estar perto, éramos confidentes, eu percebia sua segundas intenções, mas ignorava.

Até que um dia ele me contou que tinha sonhado comigo, eu logo quis saber do sonho, e fique surpresa em saber que tinha sido um sonho erótico.
E ele relatou que chegava na minha casa e estava sozinha no quarto e quando ele entrou eu estava me masturbando, ele ficava de longe olhando até não aguentar mais e querer participar……e foi só…. passou e não tocamos mais no assunto.
Passado algum tempo, eu estava em casa quando ele chegou, eu estava no quarto e ele foi logo entrando e sentando do meu lado na cama onde eu estava deitada. Foi acariciando meu cabelos e conversando baixinho e falando besteira, e sem que ele percebesse eu já estava toda molhada.
Quando eu não aguentava mais, toquei no assunto do sonho que ele havia tido comigo, ele não tinha me contado um final. Cunhadinha vagabunda
Ele disse que não havia final pois ele havia acordado. Então eu disse:
– Inventa um final, me conta como você faria pra me fazer gozar gostoso, pronto o pavil tava aceso era só pegar fogo…
Ele começou a contar o sonho de novo, eu quis saber onde eu tinha gozado, se tinha sido na mão dele, no pau ou melhor na boca dele.

A essa altura ele já estava com o pau mais que duro, eu comecei a apertar o pau duro dele, e ele mais que depressa percorria meu corpo com a mão, e logo percebeu que eu estava louca de tesão toda molhada e disse:
– Você ta toda molhadinha, que delicia. E eu respondi que era pra ele…
Ai ele não aguentou baixou a calça que eu estava e meteu a boca na minha buceta molhada… foi um tesão tão grande aquela boca molhada, quentinha, um mestre nossa muito bom…gozei logo e pra surpresa dele me coloquei de quatro e disse:
– Me fode ,me fode com vontade, e ele fodeu gostoso…
Começou a me chamar de cunhadinha vagabunda, de cadela, de vagabunda, ai de tudo que você possa imaginar….foi uma loucura e depois de ele ter-me chupado de novo eu disse pra ele:
– Lava a boca e vai pra casa lamber a sua mulher e lembrar da minha bucetinha gozando na sua boca…
e foi o que aconteceu. Depois ele me contou….mas isso já é uma outra historia.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>