Fantasias sexuais de um casal

Não é fácil ser João, não é facil manter um relacionamento de casal… Esta é uma das muitas fantasias sexuais de um casal…
Após um dia cansativo de trabalho João Carlos chega em casa e é recebido na porta de casa com um delicioso beijo da sua esposa marina Helena que ansiosa abre um gracioso sorriso e diz:
– Tenho uma novidade para contar a você, Carlos se surpreendeu e responde:
– É? O que é?
Marina com sua timidez sussurra:
– Depois eu conto a você. Agora você vai tomar um bom banho para depois jantar, Carlos por um instante esquece-se da ansiedade de Marina e termina de jantar calmamente, ao entrar no quarto Marina espera eufórica.
Apenas de calcinha segura na mão de Carlos e diz: – Acho que encontrei uma pessoa bacana como nós imaginávamos. Carlos começou a perguntar o perfil da pessoa e Marina empolgada começou a falar com detalhes e por fim disse, ela entra todas as noites no MSN eu gostaria que você a conhecesse.

Carlos interessou-se pelo que Marina havia acabado de comentar e sentou-se a frente do PC e começou a conversar com alguns amigos, quando Marina chama atenção de Carlos que Flora Cristina acabara de entrar no MSN.
Educadamente Carlos a cumprimenta e se apresenta, Flora sorridente e simpática mulher vaidosa com espírito brincalhão aguça a curiosidade de Carlos em querer conhece-la.
Naquela noite ao deitar Carlos e Marina se hesitam imaginando na possibilidade de realizarem a tão sonhada fantasia.
Durante toda semana seguinte João Carlos e Marina Helena conversam e se divertiam com Flora que sem pudores começaram a imaginar uma relação à três,Flora meio receosa concordou sabendo que João Carlos e Marina Helena eram um casal bacana.
Durante dias Carlos e Marina imaginavam a cena que poderiam viver a emoção era tamanha que todas as noites se deliciava compulsivamente com Marina sentindo o desejo e o tesão de pegar sua querida mulher era imenso por onde marina se deliciava com os 16 cm de cassete de João Carlos que cada vez mais sentia tesão por Marina ao ponto de convence-la a fazer um vídeo para eles, num primeiro momento Marina ficou meio tensa mas logo foi se soltando sentindo se seduzida relaxando por completo soltando a diaba que existe dentro dela, mostrando a Carlos que ali tinha uma mulher de verdade fazendo enlouquecer na hora que ela pegava no cassete e chupava vigorosamente com leves mordidinhas levando ou céu que não demorava muito para que Marina trepasse para cavalgar no seu pauzão que delirava na hora de gozar juntinho com Carlos sentindo o verdadeiro prazer do amor, por algumas vezes em momentos de muita loucura Carlos se deliciava com aquela bundinha comendo aquele cuzinho apertadinho sentindo que tinha ali uma mulher cheia de fantasias e fetiches e Marina acabou percebendo que não era uma menina inocente e que entre quatro paredes se transformava em uma mulher sem pudores sem vergonha de travada que reprimida pelos bons costumes não exteriorizava essa mulher pronta para amar.Fantasias sexuais de um casal
Carlos cada vez mais atento a isso começou a incentivar Marina para fantasias fetiches que poderiam fazer muito bem a relação deles e Marina Helena surpreendentemente concordou.
Carlos já considerava Flora uma boa parceira para a fantasia do casal. Certo dia ao chegar em casa do trabalho Carlos questionou: – Vamos ligar para Flora Cristina hoje para realizar nossa fantasia, Marina prontamente respondeu: – vamos!! Carlos sentiu um friozinho na barriga, mas não deixou Marina perceber, em seguida conversaram para acertar alguns detalhes, quando Marina disse surpreendentemente: Você vai sozinho eu fico, neste momento Carlos ficou confuso não sabia o que era melhor, mas sabia que tinha a responsabilidade de realizar a fantasia para os dois.
Quando percebera aproximava das 23:00 hs então despediu-se de Marina Helena, pensativo Carlos seguiu atendo a estrada que passava por uma tempestade e foi ao encontro de Flora que o aguardava, durante o trajecto sentiu um sentimento estranho de euforia mas de pezar por Marina não estar junto, porem Carlos imaginou que talvez Marina não estaria prepara para lidar com essa situação até porque era 1º vez.
A chuva atrasava mais o percurso a ansiedade aumentava para o encontro dramaticamente, Carlos não conseguiu encontrar a casa de Flora, após algum tempo chegava a frente daquela casa simples com Flora a sua espera.
Carlos saiu do carro e abraçou fortemente e Flora questionou: Cadê Marina? Carlos prontamente respondeu que ela não pode vir mas em outra oportunidade ela estaria junto, e ela sorriu e disse:
– como você é baixinho.
Flora convidou para Carlos entrar e mostrar a casa, sempre sorridente disse: é aqui que eu fico brincando com vocês, meu quarto meu computador.
Repentinamente Flora convidou, vamos ? por que meu ex pode aparecer e incomodar. Ambos entraram no carro e ela comenta: carro legal hem!!
Carlos sorridente responde: – Eu e Marina trabalhamos para isso, logo Carlos pergunta onde Flora gostaria de ir e rapidamente fala:
– não conheço nada por aqui.
Ela responde pode deixar, vamos La para beira mar, durante todo trajecto falavam de comportamento humano de psicologia, mas Carlos sempre comparava com Marina.
Ao chegar na beira mar sentaram e conversavam quando Flora de surpresa beijo Carlos e disse: Que bom que tenho uma boa companhia e espero ser uma bom também.
Por algum tempo conversavam sobre tudo, quando Carlos convidou Flora para ir para o carro por que já estava ficando tarde.
No carro com um som suave Flora se permitia a usar um decote bem sedutor por onde Carlos acariciava seus seios até ao ponto de coloca-los para fora e chupa-los, de repente Flora sussurra: ai ai ai Gozei… vamos para um motel!! Carlos liga o carro e durante o trajecto Flora faz uma massagem no cassete de João Carlos.
Após colocar o carro na garagem subiram a escada e entram no quarto, e flora convida: vamos tomar um delicioso banho?. No chuveiro Carlos chupava os seios de Flora que massajava o cassete de João Carlos.
Deitado na cama Flora comentou que perna musculosa durinha e começou a a passar a mão pelo corpo todo de Carlos que começou a beija-la. Flora disse:
– vou fazer o melhor boquete que você já teve!!!
Naquele momento o caralho de Carlos estava enorme muito duro, quando colocou o preservativo e vagarosamente foi colocando na buceta de Flora que gemia igual uma vadia que se gozava toda, Carlos sentia o corpo dela tremendo com o orgasmo, mas ele fudia sem parar colocando todo caralho. Quando ela implorou: deixa eu trepar!!!!
Carlos maliciosamente disse que sim, neste momento o cassete esta muito duro ainda e quando ela subiu e desceu com a buceta aberta Carlos encaixou rapidamente seu caralho na sua buceta e começou a cavalgar então Carlos direcionou seu cassete no cuzinho dela que bruscamente enterrou até a metade quando Flora gritou :
– caralho não, não, não, assim não!!!
Carlos perguntou:
– doeu ?
Claro que sim faz tempo que não dou meu cu!!!!!!!!!
Carlos disse:
– então vou-te comer por traz…
Flora responde:
– faz o que você quiser só não come meu cu!!!!
Carlos metia tão forte que Flora pediu para Carlos ir mais devagar , de repente ela virou-se e começou a chupar os cocos querendo se cobrar do que Carlos fez, Carlos começou a bater com o cassete na cara de Flora, que pediu para meter na buceta novamente, neste momento Carlos pensou em Helena que gostaria que estivesse ali com ele e meteu como se fosse com ela e meteu para gozar.

Flora já satisfeita disse:
– se você trouxer um exame de saúde nós fizemos sem camisinha.
Deitados lado a lado Flora elogia o corpo de Carlos e agradece e pergunta:
– quando vamos marcar novo encontro com você e Marina? Ou você prefere sem ela?
Carlos responde:
– nosso objectivo é fazer uma fantasia juntos quero que ela participe ela vai gostar!!!
Carlos preocupado pelo adiantado da hora convida Flora para irem, Flora questiona:
– você gostou?
Carlos responde :
– eu adorei a experiência, muito bom mas gostaria que a Helena estivesse aqui.
Flora menciona:
– você ama ela né !!!!
Com certeza responde Carlos. Flora comenta:
– existem poucos homens assim.
Já na saída do motel Flora segura na mão de Carlos e diz:
– muito obrigado pela companhia , apesar de você ser casado sabendo que sua esposa estava sabendo de tudo agradeço a ela ter me emprestado o marido RS RS RS mas nos vamos sair a três eu prometo.
Flora desce do carro e se despede agradecendo pelo carinho do casal.
Carlos volta para casa em uma mistura de sentimento de ansiedade felicidade receio de como Marina Helena iria absorver , ao mesmo tempo agradecia a mulher que tinha a confiança que depositava nele.

Quando Carlos chegou em casa o dia estava nascendo e Marina Helena a sua espera reclamou do apenas da hora e do perfume barato.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>