Louco por uma buceta depilada

Há 10 anos atrás, quando eu tinha 24 anos, conheci uma moça de 15 anos que parecia ter 13 anos.
Via ela de vez em quando no ónibus, até que certo dia me encorajei e cheguei nela, depois de perguntar o nome, perguntei a idade, pois parecia muito menina. Descemos do ónibus em uma praça e começamos a namorar nesse dia mesmo.
Ela me convidou para na semana seguinte conhecer seus pais, e eu fui.
Me receberam muito bem, a primeira coisa que disseram é que eu era o primeiro namorado de sua filha.
Foi óptimo passamos o domingo, todos juntos.
Ocorre que eu tinha uma namorada de 32 anos de idade, que eu não amava, mas que era sensacional na cama, tinha peitos grandes e um uma buceta que eu não conseguia ficar sem dar uma bela chupada todas às vezes.
Ela passava os finais de semana na minha casa, ou seja, nua no meu quarto. Tinha um cu maravilhoso e adorava sexo anal. Sabia chupar um pau muito bem.
Fiquei em uma situação difícil, continuar namorando uma menina sem nenhum sexo, ou continuar me satisfazendo apenas com sexo.
Fui levando, passando ou o sábado ou o domingo com cada uma. Depois de 3 meses comecei a dormir na sexta-feira com a de 32 anos e nas noites de sábado na casa da de 15.

Saía do trabalho aos sábados no final da tarde e ia directo à casa dela, quando os pais dela já estavam em casa. Comecei a chegar cada vez mais cedo, pegando ela às vezes ainda no banho, e quando ela saía do quarto toda arrumada e de cabelos molhados aquilo me enlouquecia, mas eu ficava quieto.
Certo dia, cheguei mais cedo ainda. Toquei a campainha, e ninguém veio. Depois de alguns minutos ela veio, toda molhada enrolada em uma toalha, pedindo desculpas pela demora e disse que estava sozinha e que seus pais estavam em uma festa com seu irmão e retornariam apenas no final da tarde. Ela pediu para eu sentar e aguardar ela terminar de se arrumar. Louco por uma buceta depilada
Era um dia muito quente de verão, então fui até a cozinha para tomar água e quando passei pela porta do banheiro, que estava entreaberta, a vi sentada no vaso sanitário de pernas abertas se depilando, e ela me viu passar. Mas continuei, fui até a cozinha, tomei água e retornei, olhei novamente e ela continuava se depilando, me viu novamente, e eu fui até a sala.

Em menos de 5 minutos ela estava de volta à sala enrolada na toalha e me perguntou o que eu havia visto, e eu disse que não vi nada. Ela riu, e eu então perguntei o que ela estava fazendo, ao mesmo tempo em que eu levantava lentamente a toalha, sem que ela esboçasse qualquer reação. Quando levantei até a altura da cintura percebi que ela estava totalmente depilada. Imediatamente ele me perguntou se eu gostava assim. Eu disse que sim. Puxei a toalha, deitei ela no sofá, e eu, de joelhos no chão ao lodo, comecei a beija-la, sugar seus peitinhos, e acabando com um sexo oral naquela vagina toda depilada.
Ela me disse que não poderíamos transar ali porque ela não tomava anticoncepcional e queria que a sua primeira vez fosse especial. À noite ela me disse que queria que a sua primeira vez fosse na fazenda dos seus avós, onde poderíamos dormir juntos sem que ninguém ficasse sabendo, e que isso se daria em poucas semanas, pois seus pais já estavam marcando a data para essa viagem. Para minha surpresa ela foi até o quarto dela onde eu iria dormir para se despedir, estava sem calcinha, dizendo que queria que eu dormisse com o seu gostinho na minha boca.
Nesses dias que eu dormia em sua casa ela dormia no quarto dos seus pais. Fiz o que ela queria, e depois de enlouquece-la com a minha língua em seu cuzinho, não aguentei e fiz sexo anal com ela, apesar da dor dela, eu gozei e dormi muito bem. Ela foi para o quarto de seus pais dormir como se nada tivesse acontecido. Na semana seguinte tudo se repetiu, com excepção de que ela pela primeira, vez fez sexo oral em mim.
Nessa época já se passaram 4 meses de namoro. Ficamos apenas fazendo sexo oral um no outro e eu comendo o cuzinho dela por mais 2 meses até viajarmos para a fazenda dos avós dela. Lá deveríamos dormir em quartos separados, mas depois de um certo tempo, saí pela janela e fui até o seu quarto, onde ela já me esperava nua, e a primeira coisa que fiz foi um longo sexo oral nela, depois ela em mim e enfim tirei a virgindade dela, ou será, que ela ainda era “virgem” depois de eu comer o cu dela tantas vezes?
Passamos 3 noites dormindo juntos lá. Ao retornar, procurei a minha outra namorada, que queria saber porque não fiquei com ela naquele fim de semana, passei a noite com ela, chupei bastante os seus peitões, sua buceta cabeluda, expliquei que havia conhecido outra garota e pedi um tempo.
Dormimos juntos mais algumas vezes, pois aqueles peitões me enlouqueciam.
Disse para ela que estava transando com uma menina de 16 anos. Disse ainda que era toda depilada, não usava calcinhas, usava roupa apertadas, para ver se ela se tocava, mas não adiantou.

Para minha surpresa, na semana seguinte ela veio toda depilada, sem calcinha, com uma calça de lycra apertada e quando me viu baixou as calças e me perguntou se era assim que eu gostava. Ah, não resisti, arranquei as suas calças e dei uma bela chupada naquela buceta lizinha e comi o cu dela.
Isso ainda perdurou por alguns meses.
Já o relacionamento com a minha menina, então com 16 anos, ia cada vez melhor. Toda noite que eu dormia na sua cama ela ia se despedir, sempre sem calcinha.
Mais dois meses se passaram e ela contou aos pais que “queria começar o dormir comigo”. No início não aceitaram, a mãe dela veio conversar comigo e eu expliquei que era sério o namoro, então ela falou com o marido e acabaram aceitando.

Isso tudo se deu há 10 anos.
Casamos depois de um ano e meio de namoro.
Ensinei tudo à ela e ela aprendeu direitinho. Quase todas as noites faço sexo oral nela, ela e mim.
Transamos no mínimo três vezes por noite, pelo menos uma com sexo anal nela. Quando estamos sozinhos em casa transamos durante o dia também.
Nunca esqueci das minhas antigas namoradas todas mais velhas, todas peitudas e algumas peludas.
Não resisto a um par de peitos grandes até hoje, tanto que transo com uma fofinha depilada de peitos grandes, os quais fico chupando o tempo todo, pois quando vi aqueles peitos saltando da blusa, já fiquei imaginando se era depilada, e quando vi aquela vagina bem lisinha, parecendo me chamar, não resisti mesmo.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
2 comentários
    • Eduardo diz:

      Ficou como inveja da mocinha ou do cara?
      Quando eu tinha 30, já estava casado, eu também conheci uma gatinha novinha assim. Ela tinha só 13 anos, mas era alta, linda e parecia ser mais velha. Fiz tudo isso que ele fez e mais um poco naquela bucetinha depiladinha dela. Ainda ensinei ela a chupar e ela aprendeu direitino. Qual a sua idade? Se candidata? Mas, só se for toda depilada. Ou quem sabe você gosta é de uma buceta depilada?

Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>