Luiz,o marido da minha colega de trabalho.

Bom, eu já venho lendo muitos contos ultimamente, e esse será especial!
Eu me chamo Joyce, tenho 18 anos e muito fogo, adoro filmes pornôs e tenho um corpo de morena de carnaval.
Eu trabalhava em um salão de beleza no shopping como recepcionista, e entrou uma mulher loira e muito bonita para trabalhar como manicure.Luiz,o marido da minha colega de trabalho.
Bem no começo dos dias dela no salão apareceu um coroa espetacular na minha recepção, todo educado, cheiroso, dando boa noite e perguntando sobre a manicure, eu de pronto sem perceber brilhei os olhos e dei um super sorriso, me enchendo de tesão por aquele cara.
Ele era o marido da manicure. Começou a buscar ela todos os dias, sentava, tomava café, mas minha patroa não estava gostando muito, achava ele muito intrometido.
Então a manicure pediu pra ele não ir mais lá, pra minha tristeza.
Certa vez ela me pediu o meu celular pra ligar pra ele e eu emprestei, ele tinha dois números e ela ligou nos dois mas não conseguiu falar, e eu gravei os telefones por que já sabia que ia precisar.
A manicure era super simpática e atenciosa, mas muito ingénua e acabava falando besteiras, as vezes ficava meio triste e eu aproveitava pra dar uma de amiga e saber o que estava acontecendo, e foi numa dessas que ela me confessou que o maridão estava distante e que ela tinha ciúmes, eu já falei pra não se preocupar que deveria ser uma fase dele.
Nessa deixa, eu liguei pro Luiz, ele atendia e eu ficava ouvindo sua voz deliciosa, ligava no salão mesmo, já nem queria saber, mas eu não falava nada.

No começo do ano eu recebi uma proposta de uma grande empresa e saí do salão, foi então que comecei a trabalhar com consultoria de rádio e liguei pro Luiz pedindo uma ajudinha, já que ele conhecia muita gente.
Ele sem hesitar e já sabendo o que eu queria se ofereceu pra me ajudar e disse que nós poderíamos nos dar muito bem.
Aproveitando e chance, perguntei da mulher dele, se estavam bem, mas depois de muita conversa ele me confessou que estava brigado com ela e que esse tipo de situação era comum entre eles, mas que ele estava cansado disso e eu comentei que achava ele super legal mas muito boba e que ele merecia muito mais, ele me elogiou e disse pra gente marcar uma reunião, tomar alguma coisa mas sem ela saber.
Eu topei na hora e marcamos de nos encontrar em um clube onde ele é sócio.
Ele me buscou próximo ao local, estava bem vestido e muito cheiroso, eu estava de vestido justo e muito arrumadinha,quando entrei no carro ele disse que eu estava muito diferente, rimos e ele dirigiu até o clube, no caminho ele passou as mãos nas minhas pernas perguntando se eu estava bem, respondi que estava mal, pois a carência estava presente, ele disse que não acreditava que uma menina como eu podia estar carente, e eu reparei que seu pau já estava mais duro que o muro das lamentações.

Chegamos ao local e ele pegou minha mão, beijos e passou sobre seu pau duro e eu me molhei todinha.
Entramos e pedimos uma mesa, sentamos e começamos a beber, nesse clube havia chalés, bebemos muito e a conversa já estava muito quente, perguntei se podíamos dormir ali e ele disse que sim.
Pedimos um chalé e entramos cambaleando (eu estava bem, só fingia).
Ele sentou na cama e eu fui até o banheiro ficando de costas pra ele, que não tirava os olhos da minha bunda, fechei a porta e tirei a calcinha, voltei e sentei no seu colo.
Ele já estava só de cueca, então coloquei seu pau pra fora e fiquei me esfregando nele, mas não aguentava mais…
Parei e dei um super beijo bem molhado nele e sentei gostoso naquela pica dura me deliciando muito, ele gemia ofegante e metia com força.
Seu telefone começou a tocar, era a mulher dele, mas ele não parou e disse pra eu atender e dizer que ele estava comendo a amiguinha dela, rimos mas eu não atendi.
Continuamos o sexo gostoso e eu confessei pra ele que gostava de ser chingada e de tomar tapas na cara e na bunda, ele fez tudo e mais um pouco.
Transamos loucamente a noite toda, gozamos e chupamos tudo…

No dia seguinte acordamos loucos de tesão, transamos novamente e a mulher dele ligou muitas vezes.
Pedi pra que ele me deixasse em um ponto de onibus que eu iria pra casa de uma amiga, ele mamou nos meu peitos dentro do carro, eu fiz um oral maravilhoso nele fui toda molhada embora…
Assim que eu saí do carro ele me ligou dizendo que hoje a mulher dele ia ter sexo, mas que ele ia pensar em mim o tempo todo.
Já marcamos outra vez, e vai ser na casa dele, na cama deles! Beijos

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>