Meu tio é um tarado

Eu sou a caçula das três filhas de meu pai, e meu pai é o mais velho de seus quatro irmãos.
O mais moço de meus tios sempre foi muito atencioso comigo, ele fazia questão de demonstrar seu carinho por mim, dava presentes, quando criança e até hoje, me levava para tomar sorvete.
Ele dizia que eu era a sobrinha mais linda que ele tinha e entre outras coisas do tipo, uma vez ele disse a meu pai que ele tinha muita sorte de ter uma filha como eu que se ele tivesse uma seria o cara mais feliz do mundo. Mas nem meu pai e nem ninguém nunca imaginou suas segundas intenções.
Todos sabiam que entre eu e ele tinha uma coisa especial. Eu também achava ele o máximo, lindo, “o cara”, dizia para minhas amigas: ahh se ele não fosse meu tio.
O nosso contacto foi aumentando com o passar do tempo, mas nunca tinha rolado nada serio, apenas abraços e beijinhos no rosto, normal!!!!
Tive meu primeiro namorado, fiz faculdade, morei fora e quando eu tinha 19 fui passar um fim de semana na cidade de minha família, teve um churrasco na casa de um dos meus tios e começamos a beber de tarde, e a farra se prolongou até de madrugada.
Quando todos já estavam cansados eu e ele queríamos beber mais, e ele me chamou para terminar a noite na casa dele, pois, tinha um whisky 21 anos que ele queria tomar comigo.
Seguimos para casa dele, eu, ele e a mulher dele.
A esposa dele é super gente boa, a coitada nem imaginava o que se passava na cabeça dele, entre uma brincadeira e outra ela dizia no meu ouvido:
- “teu tio é um tarado”.

Quando já amanhecendo o dia ela não aguentou e foi dormir, ficamos só nós dois.
E não sei como aconteceu direito, eu estava muito bêbeda, ele me deu um beijão de língua na boca, eu o beijei também…. Ele me levou para o quarto do filho dele, que já tinha acordado e saído para jogar bola, e lá rolou tudo.
Primeiro ele me pegou me jogou na cama e caiu em cima de mim. Meu tio é um tarado
O pau do meu tio já estava para explodir, e ele ficou roçando em cima de mim até eu aceitar que não tinha outro jeito se não dar para ele…
Durante isso ele falava muita putaria no meu ouvido, do tipo:
- meu bebe hoje você é minha, vem minha putinha vou fazer você gozar, me dá tua bucetinha com cheirinho de talco, o tio vai fazer você sentir muito prazer, sempre sonhei contigo, fazendo tudo, te comendo, arrebentando tua bundinha…

Nessa hora eu já estava toda molhadinha doida para dar para ele, foi quando eu gemi no ouvido dele….
Ele ficou louco tirou minha roupa e ficou admirando meu corpinho, saradinho, novinho, tudo durinho, batendo punheta.
Ele colocou o pau para fora e pediu para eu chupar ele, e eu fiz o que ele pediu, tanto eu como ele gemíamos, e falávamos “coisas”, depois de eu chupar bem gostoso aquele pau enorme que não cabia na minha boca, ele me levantou chupou meus seios, mordendo os biquinhos, e falou com voz de sexo:
- “vou te comer sua porra, vou meter bem no teu fundinho agora!!!”

Eu me arrepiei e pensei se ele meter vou gozar na mesma hora, e aconteceu ele me empurrou, quando cai na cama, ele abriu minhas penas e meteu aquela pica grossa e dura, sem camisinha sem nada, foi a sensação mais gostosa que já experimentei, o pau dele me rasgou.
Ele me comeu forte, papai e mamãe, depois me virou e colocou de quatro, enquanto me comia ele dizia que muitas vezes bateu punheta para mim, que as vezes quando ele me abraçava seu pau ficava duro ele tinha que ir correndo pro banheiro, que eu era a putinha dele…
Por ultimo ele pediu para comer meu cu, mas me recusei porque já tinha demorado demais , estava com medo de a mulher dele acordar, e ele meteu na minha bucetinha, muito forte, me dando palmada, disse que eu era muito gostosa o sonho de qualquer um, tinha cheirinho de nenem, e fodia como uma mulher…
E foi assim que ele gozou bem dentro da minha xaninha, derramou toda a porra lá, eu sentir o jacto dentro de mim e senti também que fiquei enxarcada de leitinho, muito gostoso, e quando ele terminou tudo, puxou pelo meu cabelo e disse baixinho no meu ouvido:
- Eu te amo!!!

Depois disso ele não parou de me procurar, uma época pensei que ele tivesse apaixonado por mim, porque ele não saia de minha casa, ia lá sempre que saia do trabalho, e dizia para minha mãe:
- “vim pegar a princesa para tomar sorvete”
Me ligava, dizia que me amava, batia punheta para mim no telefone, sempre dizia que se eu não fosse sobrinha dele casava comigo porque não parava de pensar em mim.
Mas eu, ao contrário dele, nem me importei, não atendia mais os telefonemas dele e comecei a achar ele velho e feio, kkk.
Ele até hoje tenta me comer de novo, e diz que é apaixonado por mim que vem na minha casa só para me ver, mas eu não ligo, mudo de assunto e quando converso com ele sempre trato ele por “titio” ou “senhor”.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>