Minha linda prima

Tipo assim! Eu sou um cara muito tranquilo, dificilmente faço algo sem pensar, mas minha prima conseguiu me desestabilizar.
Eu moro desde pequeno na mesma rua e bairro e a minha prima.
Ela sempre morou longe mas há uns 6 anos a minha tia decidiu montar um comercio perto de minha casa e todos os dias ela vem para o estabelecimento mas aos finais de semana a minha tia trás minha prima para que ela ajuda-la no trabalho, na parte da manha.
Na parte da tarde minha prima fica na minha casa que é bem perto do estabelecimento.
Fica em casa até à noite quando a mãe dela fecha a loja e vem buscar ela para irem juntas.
Hoje tenho 22 anos e minha prima 24 mas quando aconteceu eu tinha 19.
Num desses finais de semana quando minha prima estava em casa, notei um interesse diferente dela por mim, ela sentou do meu lado na cozinha onde eu estava fazendo um lanche e começou a conversar comigo sobre um relacionamento fracassado…

Ficamos um bom tempo conversando só à noite é que ela foi embora, quando a mãe dela chegou. Isso foi no sábado, no domingo quando ela voltou já chegou em casa eufórica à minha procurar.
Eu estava no quarto me vestindo, e escutei ela perguntando ao meu pai por mim. Meu pai disse que estava no quarto, eu não havia trancado a porta e sem bater ou avisa ela entra e me vê só de cueca.
Ela pede desculpa e sai, quando saio do quarto para falar com ela, ela me da um recado do meu pai, ela me diz que ele foi buscar minha mãe no banco.
Eu estava em casa sozinho com ela, nós retomamos a conversa sobre o romance fracassado dela, quando ela no meio da conversa me compara ao seu ex, diz que minha pica parecia ser maior que a dele.
Pergunto a ela se deu para ela ver meu pénis quando me viu no quarto, ela me diz que viu e que gostaria de ver de novo, pois disse também que gostava de mim só não falava para mim por não saber qual seria minha reacção.Minha linda prima
Nós estávamos na sala e eu sentado ao lado dela no sofá, fiquei meio sem jeito e respondi que se ela queria ver de novo eu mostrava…

Ela só balançou a cabeça com uma cara bem safada fazendo sinal de positivo. Eu coloco o meu pau ainda mole para fora da calça.
Ela se levanta e vai trancar a porta para que ninguém entre, nesse tempo eu já fico imaginando coisas e quando ela volta meu pau já esta bem duro e ela me pergunta rindo:
– “isso é para mim?”
Eu respondo que sim, ela me pede para pegar, eu deixo, ela pegou no meu pau só com uma das mãos e começou a punhetar bem devagar olhando nos meus olhos, quando ela chegou mas perto e me beijo, um beijo lento e molhado enquanto batia uma punheta para mim.
Eu tiro a blusa e o sutian dela, vejo o bico do peitinho rosado dela, dou uma lambida bem molhada deixando-o todo babado, e enquanto ela gemia tirei a saia e a calcinha dela, acariciei a bucetinha e passei o dedo um pouco mais lá dentro e senti ela toda molhadinha….
Ela me diz que quer-me chupar, eu tiro a calça e ela ajoelha no chão entre as minhas pernas e passa a língua desde o meu saco ate à cabeça do meu pau e o coloca todo na boca. Eu coloco a mão na cabeça dela e movimento-a para cima e para baixo.

Depois de me chupa eu a coloco sentada no sofá, de pernas abertas, e caio de boca na xaninha dela. Chupo devagar o grelo dela e coloco a língua dentro da xana ela gemendo e gritando mela minha boca com seu gozo.
Depois, na mesma posição eu levanto e passo a cabeça em cima do clitóris dela…
Ela, bem baixinho, me pede para enfiar. Eu coloco devagar, enfio com calma.
Então eu me debruço em cima dela e começo a beija-la enquanto meto e tiro a rola nela.
Ela põe a mão na minha nuca e fala no meu ouvido que ela vai gozar, e gemendo no meu ouvido, ela ficou repetindo, vou gozar, ate gozar e pedir mais depois de muita penetração vaginal, eu a ponho de quatro no chão e digo que vou por no cu!

Ela diz que nunca tinha feito, mas topa e pede que eu ponha devagar.
Eu com calma tento colocar só a cabeça mas ela diz que não aquenta, mas eu já estava no limite e já ia gozar…
Então pedi que ela chupa-se ,ela chupou gostoso eu delirei e gozei no peito dela.

Ficamos um tempo deitados no chão abraçados depois fomos tomar banho, nos vestimos e ficamos na sala esperando o meu pai voltar com a minha mãe, e desde então nos finais de semana sempre damos uma sem nos importarmos que somo primos!

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>