Meninas chupem outras meninas

Eu Joana e uma digamos conhecida(Lia) combinamos de ir a praia no domingo. Chegamos cedo na praia da reserva(RJ) e ficamos estiradas tomando sol.
Foi quando Lia falou que iria fazer top less, eu fui na onda e arranquei a parte de cima do biquíni.
Lia começou a devorar meus peitinhos com os olhos.Meninas chupem outras meninas
No começo fiquei sem graça, quando ela se inclinou e deu um beijinho bem em um dos bicos.
Ai eu fiquei louca e falei pra ela me chupar os peitinhos, que eram todos seus.
Ela caiu de boca e eu fui ficando cada vez mais molhadinha.
Saímos da praia e fomos pra casa correndo.
Nunca tinha sido tocada por uma mulher e acabei adorando.
Fomos pro banho e lá já começou a putaria.
Ela chupou meus peitinhos e começou a lamber minha boceta, que delicia sentir uma mulher chupar minha xoxota.
Fomos pra cama e começamos a esfregar nossas xoxotinhas, depois fizemos um 69 bem gostoso.
Eu chupava a boceta dela com muito tesão.
Gozamos muito e nunca mais parei com essa putaria.
E recomendo mulheres: pelo menos uma vez na vida chupem uma boceta e chupem um peitinho.

Incesto

Um dia eu e minha irmã estávamos assistindo um filme, daí ela deitou com a cabeça no meu pau, e começai a conversa sobre sexo com ela mas na brincadeira comecei a alizar suas costas e ela pediu para que eu acariciasse suas costas com mais força, foi ai que eu aproveitei para mudar de posição e ficar atrás dela então comecei a alisar não só as costa mais como tentei passar nos seus peitos e por incrível que pareça ela deixou.
Então encaixei meu pau nela por cima da roupa e fiquei fazendo movimentos de sexo, encaixei que nem uma colher!!
Então a partir daí comecei a chamar ela para assistir filme comigo! Porno é claro e ela era bobinha!!
Mas um dia ela foi tomar banho e eu falei pra ela deixar eu entrar no banheiro que eu ia fazer a barba enquanto ela tomava banho mais foi ai que ela abriu a porta!((aqui em casa tem 3 banheiros se ela não quisesse iria mandar eu ir em outro))ela estava nua com sua bocetinha linda!!e ela tem um bundão e um seios durinho, ai ela não fechou o boxe e esperou eu tirar a cueca, lógico que meu pau estava duro foi ai que ela ficou olhando paralisada!
Eu ainda dei uma três bombadas bem devagar falando que o meu pau estava com muiito tesão..ai eu fiz a barba e ela terminou o banho, ai eu olhei para ver ela se enxugando, eu falei: “vem cá”
Ela veio bem pertinho ai eu peguei ela, já nós 2 pelados e só esfreguei na buceta dela só por cima não enfiei só para deixar ela com tesão!
Depois desse dia ela começou a assistir filme no meu quarto..e eu só deitava de cueca e falava se quiser pode acariciar meu pau e ela todo dia ficava batendo bem gostoso pegando na cabeça até o saco e foi assim por vários dias até o dia que coincidiu de meus pais saírem de novo e fiquei só eu e ela.
Ela foi tomar banho e novamente eu pedi pra entrar, mas desta vez eu falei assim irmã deixa eu entrar e ela falo já esta aberta e quando abri vi ela se esfregando de costas com aquela bunda indescritível! eu entrei e fui tomar banho com ela e achei estranho ela não pegar no meu pau!Incesto
Acho que se assustou porque nos éramos virgens!
Mas quando ela passou o shampoo e fechou o olho eu peguei ela por trás!
Eu sou bem mais alto do que ela mas eu peguei ela de jeito e ela ficou quietinha ai eu comecei só a passar a mão esperando ela tirar o shampoo!

Depois que ela terminou eu ajoelhei e comecei a chupar sua bucetinha virgem e ela mordia os lábios de tanto tesão foi ai que eu fiquei ali chupando por um 5 minutos ate ela começar a se torcer, depois eu peguei ela e levei para o meu quarto que tem a cama de casal e levei no meu colo chupando os seus seios, quando deitamos na cama eu chupei mas ela falou: “agora e minha vez” e deitou em cima de mim chupando com se fosse um sorvete derretendo de baixo pra cima de cima pra baixo eu falei: “onde você aprendeu isso?” ela falou nos vídeos que nós assistíamos!
Então foi a hora de nós 2 perdermos a virgindade, quando eu comecei a enfiar a cabeça e tirar enfiar a cabeça e tirar só para deixar com muito tesão!
Depois de ela começar a se torcer eu enfiei devagarinho e começamos uma transa muito gostosa uma transa proibida enquanto enfia chupava seus peitos deliciosos, quando deu aquela vontande de gozar eu gozei no lençol e claro estavamos sem camisinha!!
Para deixar mais gostoso eu chupei ela ainda mais ate ela gozar também!
Depois fomos e tomamos outro banho e ficamos ali juntos e eu só chupava seus peitos.
O dia acabou, dormimos juntos de novo na minha cama e ela só esfragava a mão!…
Passaram se os dias e não nos tocamos mais e não transamos porque sabíamos que era perigoso, até o dia que acidentalmente ela foi durmir na minha cama.
Ai eu pensei será que ela não quer mais, mas quando ela dormiu eu tirei a minha roupa e tirei a camisa dela sem ela ver! e abracei ela com força e ela acordou, e nisso ela me lascou um beijo e mandou eu chupar seus seios que no caso já era muiito maior do que a primeira vez porque ficamos muiito tempo sem se tocar, então nesse dia arriscamos muito mais porque meu pai estava em casa foi ai, e já no quarto já fizemos a penetração e ela falou em fazer posições coisas novas! então fizemos varias posições ela ficava de 4, kikava no meu pau posso descrever essa a NOITE maravilhosa ate que ela falou que precisava fazer um anal já que ela perdeu a virgindade comigo queria fazer tudo comigo e ela tinha ciumes e também muito medo de eu fazer coisas com outras meninas !
Então pus ela de 4 e comecei a chupar seu ânus… ela e muito limpinha e tem uma higiene de dar inveja!
Então chupava como se fosse a ultima gota do deserto! ate ela relaxar, ai eu comecei a tocar com meu pénis ate enfiar a cabeça e tirar ate conseguir enfiar o meu pau inteiro, ela gemia mordendo a fronha porque meus pais estavam em casa e foi ai que eu gozei dentro do ânus dela… e ficou lisinho porque eu não tinha parado de bombar e eu bombava forte muito forte no seu ânus e meu pau perecia uma rocha de tão duro mesmo depois de gozar eu continuava depois fizemos espanhola e tudo terminou com um lindo boquete gozando na boca dela!
Foi lindo! Depois disso ela ficava com ciumes, até ela chamar 2 colegas de sala super gostosas para dar pra mim!
Eram locas em mim, bebemos muiito nessa noite e fizemos muito sexo. Foi uma noite maravilhosa onde sempre que podemos reunimos para fazer de novo!
Posso dizer que sou um cara de sorte! Alem de ter uma irmã que é gostosa ela tem duas colegas maravilhosas!
É muita sorte pra um so rapaz.
Eu tenho 17 anos e minha irmã tem 16!
Hoje não só faço com elas como com as minhas colegas de sala mas sem minha irmã saber porque senão já era!ahha
obrigado quando rolar mais alguma coisa eu conto pra vocês !e meninas que me quiserem no msn! e só deixar os comentários aii!!
Contos eróticos reais, o melhor blogue!

Enrabada pelo irmão

Olá, meu nome é Daiane, tenho 21 anos, sou morena clara, com uma bunda empinada e seios bem firmes.
O que vou contar agora aconteceu há uns dois meses. Eu não moro mais com meus pais, então fui passar
uma semana em que eu estava de folga (trabalho como secretária), na casa deles.
Na casa moravam meus pais e meu irmão Diego, 16 anos, bem malhado (ele joga futebol).
Durante o dia, ficávamos só eu e meu irmão em casa, já que meus pais saíam para trabalhar e só voltavam
ao anoitecer. Eu dormia no mesmo quarto de quando eu morava lá, só de calcinha e sutiã, mas com a porta aberta.
Nunca tivemos vergonha uns dos outros lá.

Todo dia quando eu acordava, sentia que minha bunda estava “colando”, como se alguém tivesse passado
algo melado nela. Isso aconteceu em 3 dias seguidos, até que eu resolvi descobrir o que estava acontecendo
e coloquei uma câmara que eu tinha, escondida no guarda roupa e deixei ele um pouco aberto, para filmar o que
acontecia e fui dormir. Quando acordei no outro dia, reparei que estava melada de novo, então tranquei a porta
do meu quarto e liguei a câmera no meu notebook, pra ver o que era aquele melado em mim. Depois de assistir
fiquei chocada: meu irmão entrava no meu quarto e se masturbava em cima de mim! No fim, ele gozava na minha
bunda, acho que pra mim não acordar.Enrabada pelo irmão
Passei o dia inteiro pensando naquilo. No começo, fiquei revoltada que ele fizesse aquilo, mas depois de
assistir o vídeo mais algumas vezes naquela manhã, acabei sentindo tesão. Quando anoiteceu, fui tomar um banho
e me masturbei pensando em meu irmão. Antes de dormir, coloquei uma calcinha fio dental bem sexy e me deitei.
Mas só fingi que dormia, queria ver o meu querido irmãozinho em acção. Depois de uma meia hora que meus pais
tinham ido dormir, meu irmão espiou na porta para ver se eu estava acordada. Fingi que estava dormindo, mas não
deitei de bruço, como costumava. Dessa vez deitei de barriga para cima, para ver se ele faria alguma coisa.
Ele se aproximou, já com o seu pau duro, mas ainda de cueca, e cheirou minha boceta. Depois tirou ele pra fora e eu olhei com os olhos o mínimo possível abertos e vi: meu irmão era bem dotado para a idade: uns 19 cm de pica, eu acho, e bem grossa. Eu estava solteira, e fazia um bom tempo que não via um pau tão de perto. Fiquei
encatada!
Ele começou a bater uma punheta, enquanto cheirava minha boceta (que à essa altura já cheirava a boceta
molhada, de tanto tesão que eu estava sentindo). Ele ficou louco ao sentir aquele cheiro e começou a se punhetar
com mais vontade. Quando ia gozar, se aproximou dos meu peitos e gozou, ma lambuzando toda. Eu fingi que dormia todo esse tempo, então ele achou que eu não ia perceber e saiu do quarto sem me limpar.

No dia seguinte, assim que acordei, fui assistir ao vídeo da noite anterior, e me masturbei algumas vezes.
Depois tomei um banho e desci para o café, levando minha câmera. Resolvi que ia chantagear ele, eu estava louca pra ser comida por ele, aquele pau grosso… Como eu tava muito tempo sem, resolvi não perder tempo, chamei ele pra assistir tv comigo depois do café e já fui direto ao assunto:
– Olha Di (era assim que eu o chamava), eu tenho uma gravação bem legal na minha câmera. – falei, ligando ela na tv e colocando o vídeo.
Na hora que ele começou a ver o que era, ficou branco. Ele não teve coragem de me olhar no rosto.
Então eu falei:
– Legal esse “filminho”, não é, Di? – falei, com voz de safada.
Ele não respondeu. Ficou calado, olhando para a tv.
– Eu vou mostrar isso para a mamãe e para o papai, a não ser que você faça uma coisa por mim…
– O que você quer? – ele perguntou, ainda sem me olhar.
– Quero que você faça comigo tudo o que imaginou enquanto batia aquela punheta!
Nós discutimos um pouco, ele não queria, então deitei minha cabeça no colo dele e comecei a acariciar a pica dele por cima so short e reparei que ele estava sem cueca. Logo ele ficou duro e, como eu percebi que ele não ia fazer nada, enfiei minha mão dentro do short e comecei a pegar e massagear aquele membro grosso, que crescia a cada movimento da minha mão. Um pouco depois, ouvi ele gemer baixinho, então comecei a punhetá-lo sem tirar o pinto dele de dentro do short.
Quando ele gozou, deu um gemido alto e eu senti a porra quente do meu irmão escorrer entre os meus dedos. Só parei quando ele se levantou e foi para o banheiro.
Mais tarde, resolvi que era hora de me satisfazer também. Depois do almoço, ficamos na mesa, conversando, como se nada tivesse acontecido. Então nós nos levantamos e fomos para o sofá, assistir um filme. Eu nem lembro qual era o filme, porque na hora que ele sentou no sofá, eu já deitei de novo a cabeça no colo dele e coloquei a mão dentro do short.
Ele demorou um pouco mais para ficar duro, mas, quando ficou, parecia ainda mais excitado do que de manhã, então eu não perdi tempo: fiquei ajoelhada no sofá, tirei o pau dele pra fora (que parecia ainda maior, agora que eu o via de dia), e caí de boca.
O pau dele era uma delícia! Parecia doce, eu chupava com vontade, ia para suas bolas, voltava para o pau…
De repente ele colocou as mãos na minha cabeça e empurrou para baixo, me obrigando a engolir aquele cacetão. Eu engoli feito uma puta e continuei chupando com gosto, até que a pica dele começou a latejar, e eu senti que logo ele
iria gozar. Aí então eu parei de chupar e levantei a cabeça, olhando pra ele com cara de safada. Ele tentou me beijar, mas eu não deixei, uma coisa era fazer sexo com o meu irmão, outra era beijá-lo (sempre considerei o beijo mais íntimo do que o sexo).
Fiquei de quatro em cima do sofá e ele começou a me chupar. Ele não tinha muita prática nisso, mas até que estava bem gostoso. Deixei ele me chupar até eu gozar, então pedi:
– Mete em mim, Di! Enfia essa pica grossa na minha boceta!
Ele colocou sem dó, tudo de uma vez. Eu gritei de prazer, e ele começou a bombar com muita força. Eu gemia feito uma cadela. Mas durou pouco, logo ele falou que iria gozar, e eu deixei ele gozar dentro de mim mesmo.
Depois que ele gozou, chamei ele pra tomar um banho. Lá eu comecei a chupar o pau dele de novo, que logo ficou duro feito uma rocha.
Dessa vez parecia que ele ia demorar a gozar, então nós terminamos o banho e voltamos para o sofá. Eu fiquei de quatro de novo e ele me chupava. Ele começou a enfiar um dedo no meu cu, dois, três… Até que eu falei:
– Quer comer o meu cuzinho, Di?
E, sem esperar esposta, me ajoelhei na frente dele e comecei a chupar ele de novo. Deixei o pau dele bem babado e fiquei de quatro de novo. Ele veio por trás de mim e começou a enfiar no meu cuzinho. Eu era bem apertada, nunca tinha dado o cu pra um pinto muito grosso.
Ele enfiou inteiro, parecia que eu estava sendo rasgada.

Depois que eu acostumei com aquela jeba dentro de mim, comecei a rebolar. Ele metia com força, tirando e colocando de
novo as vezes. Eu enlouqueci, gemia tanto que acho que até os vizinhos ouviam meus gritos. Mas eu não ligava, estava
sendo enrabada com gosto pelo meu próprio irmão! Depois de mais ou menos uma hora, ele anunciou o gozo, então
eu me ajoelhei na frente dele e disse:
– Eu quero tomar o seu leitinho, Di! Goza na minha boca, vai!
Então ele começou a se masturbar, mas eu não queria assim; peguei o pau dele e comecei a chupar e punhetar
ele, até que gozou. Aquela porra quente na minha língua me deixou louca! Eu sugava tudo, e mesmo depois dele ter gozado, eu continuei chupando, na esperança de que ficasse duro de novo. Mas não deu tempo, ouvimos o portão
abrir e cada um foi pro seu quarto!

Depois disso, eu fazia questão de ser enrabada pelo meu irmãozinho todas as noites e nos dias em que eu fiquei lá!
Na próxima vez eu conto como dei pra ele e pros meus dois primos de uma vez só! Espero que tenham gostado.
Meu e-mail pra quem quiser me conhecer melhor: daiane.gostosaa@hotmail.com
Acc homens e mulheres!

Comi minha vizinha gostosa

Bom pessoal meu nome Edi, hoje tenho 43 anos mas quando tinha 17, tinha uma grande tesão por uma vizinha que se chama Joana.
Ela era morena linda parecia uma índia, cabelos na altura da buda, aquilo era uma tesão que as vezes batia até 5 punhetas pensando nela.Comi minha vizinha gostosa
Ela vivia com um cara bem mais velho que ela, tinha 21 anos, eu era amigo dos irmãos dela e também de seus pais.
Os seus pais foram morar na roça e como a casa dela ficava bem próximo toda vez que eu ia a casa dos pais dela quase sempre a encontrava lá.
Um dia estava eu e o irmão dela na casa quando ela chegou e por coincidência também chegou o tio dela para buscar o irmão dela que trabalhava no bar com ele. Com isto só ficou eu e aquela gostosa na casa.
Como foi uma surpresa aquele momento, ficamos meio sem saber o que fazer.
Então propus a ela para jogar-mos pois sabia que ela gostava então ela disse para jogara-mos caixeta e como ela sabia que eu tinha grande tesão por ela disse: “quem perder vai tirando uma peça de roupa” eu chequei a tremer de surpresa…

Começamos a jogar… sei que em pouco tempo estávamos os dois pelados, ficamos a tarde toda juntos, transamos muito, mas a surpresa maior estava por vir quando ela me pediu para comer o cuzinho dela pois tinha muita vontade mas o marido dela não gostava e até brigava com ela quando pedia, dizia que ela só queria ser uma safada vadia, que dar o cu era para putinha…
Aquele cuzinho era virgem, eu o penetrei com vontade e ela gemia de prazer, quando gozei naquele cuzinho apertadinho ela até me fez juras de amor.
O nome dela é Joana mora no DF… como ela estava casada com outro cara ficamos mais outras vezes mas aquele dia jamais vou esquecer.

Como me tornei corno

Olá amigos, virei corno em um domingo que eu convidei cinco amigos da empresa onde trabalho para um churrasco a tarde em minha casa, já que nossos dois filhos estavam passando o feriado prolongado na casa da avó em uma cidade aqui próxima, que teria um show no sábado.
Sou casado com a cleonice a vinte e cinco anos, e nesse tempo, ela sempre foi muito recatada e não havia me traído, pois se dedicou a família a criar nosso filhos, como mãe zelosa que sempre foi.
Mas voltando ao assunto que nos interessa no momento, minha casa tem uma varanda na frente e um quintal grande nos fundos, com muros bem altos por causa da segurança familiar nos tempo de hoje, então neste quintal fiz uma churrasqueira e coloquei um chuveiro grande, para aproveitarmos os finais de semana em família.
Pois bem, avisei a cleonice que meus amigos do serviço viriam após o almoço para tomarmos cerveja e assarmos carne.
Cleonice gosta de um churrasquinho mas bebe pouco.
Tudo combinado, por volta de duas da tarde meus amigos que eram cinco, chegam em minha casa, quando chegaram eu mais a cléo já tínhamos carne assada e cerveja gelada para servi-los, e como o calor era forte em Fevereiro, eu disse para eles que ficassem a vontade, poderiam ficar sem camisa e quando quizessem poderiam entrar no chuveiro.
No começo estávamos meio tímidos, pois cléo não os conhecia e então eles ficaram meio encabulados de tirar a camisa e ficarem só de bemuda, mas com o passar do tempo, a cerveja rolando, papo indo e voltando, sd de pagode rolando solto, o clima ficou mais leve e a cléo já dançava lá no meio de nós, e ela vestia uma blusa branca(sem sutian por causa do calor) e uma bermuda leve de algodão, tudo muito simples e comportado.Como me tornei corno
Lá pelas quatro e meia já estávamos um pouco altos pela cerveja (a cléo também pois esse dia ela bebeu um pouco além do costume),e nós os homens já havíamos nos refrescado varias vezes, mas cléo não tinha ido nenhuma vez, acredito que por estar de blusa branca sem sutian, até que o romualdo mais chapado que os outros falou:
– uê, sua mulher não vai se refrescar não?
Quando eu pensei em responder o arnaldo disse:
-vamos jogar ela debaixo do chuveiro, que acho que ela tá com vergonha de nós…e falando isso , rindo e chamando o romualdo, pegaram a cléo pelos braços e apesar de seus protestos, abriram o chuveiro e a colocaram debaixo da agua, mas foi imediato, assim que a agua caiu em cima dela, seus peitos apareceram por sob a blusa branca, que ficou transparente e os bicos do seu peito ficaram durinhos,ela meio que envergonhada tentava sair debaixo da água, mas os dois não deixavam, rindo muito, não perceberam que os peitos dela estava a mostra…
Os meus outros três amigos perceberam aqueles peitões aparecendo e chegaram também no chuveiro e começaram brincar com ela, então o jairo falou:
-é wagnér, sua mulher tem uns peitões bem gostosos…
Quando cheguei perto, todos a rodeavam e olhavam para os peitos dela, percebi então, que ali iria rolar algo, pois a cléo, ainda continuava debaixo do chuveiro com os peitos aparecendo som os bicos ainda duros, só que agora meus amigos já haviam soltado seus braços, e todos nós estávamos excitados(não tinha como não ficar de pau duro) tomei as rédeas da situação e disse a ela:
– cléo você é a única que está de camisa aqui, quando disse isso o jairão disse:
– por isso não, gente vamos tirar a blusa dela.
E então tiramos a blusa da cléo, que já havia se rendido a situação e resolveu soltar de vez seu lado vadia e disse:
– já que é para tirar, vou tirar o resto , e se abaixou e tirou sua bermuda e calcinha ficando totalmente nua na frente de nós.
Quanso ela fez isso o jairo já partiu para cima dela e começou a chupar um dos seus peitos, o outro foi chupado pelo arnaldo, o romualdo enfiou o dedo em sua buceta e começou a masturba-la, no que foi imitado pelo elias, o tonico passou por trás e começou a se esfregar na bunda dela, eu comecei a me masturbar vendo minha esposa ser agarrada e se entregando assim na maior facilidade, para cinco homens até a pouco desconhecidos para ela.
O jairo , tirou seu pau para fora e cléo começou a pagar um boquete para ele se inclinando para frente, o tonico, que a encoxava por trás, abaixou sua bermuda e a penetrou ali mesmo, os outros também se despiram (inclusive eu é claro), pouco depois a cléo se agaixou e foi rodeada por nós, e ela chupava nossos cacetes numa volúpia incrível, depois mandei que ela ficasse de quatro na grama e o tonico voltou a penetrá-la enquanto ela nos chupava.
Cléo gemia e dizia estar adorando levar na buceta, depois foi a vez do arnaldo comê-la e pela ordem o jairo, o romualdo ,elias e por ultimo eu, depois fomos revezando, cada um a penetrando um pouquinho, até que o jairo resolveu comer o rabinho dela, foi difícil a penetração, pois ela me deu o cuzinho poucas vezes na vida, mas depois dela reclamar um pouco de dor, o jairo empurrou a rola toda no cuzinho da cléo, que a essa hora já gemia de prazer, eu entrei por baixo dela e fui chupando o grelo dela, o arnaldo enfiou o cacete na boca de cléo, e poucos minutos depois o jairo goza no cuzinho da cléo, e seu buraco foi logo ocupado por romualdo.
Depois todos nós fodemos seu rabinho, e voltamos a foder sua boceta, eu gozei duas vezes uma em cada buraco, quando todos estávamos saciados, cléo voltou ao chuveiro e se lavou, e ficamos descansando, pois a suruba ainda não ia acabar rápido não, mas agora com mais calma , cléo foi mais uma vez fodida por todos nós.

Depois minha cléo ficou totalmente exaurida por foder com tantos homens de uma só vez.
Mais tarde meus amigos foram embora e ficamos eu e ela apenas, muito felizes por tudo que tinha acontecido e principalmente, sem culpas e nem crises.
No outro dia ne empresa, meus amigos me trataram com todo o respeito.
Quando cheguei em casa dei um beijo em minha cléo e disse-lhe que a amava cada vez mais.
Nossos filhos já haviam chegado da casa da avó, e tudo voltara ao normal. Quando fui deitar cléo me fala isso:
-bom wagner já que você me apresentou esse mundo de prazer, agora não contentarei em ser mulher de uma pica só mais…
Eu novamente lhe beijei e lhe disse que agora ela estava liberada, para transar com quem ela quizesse, mas com discrição por causa dos nossos filhos.
No outro domingo o arnaldo que é separado, nos convidou para um novo churrasco, mas como nossos filhos estavam em casa a cléo foi sozinha (para nossos filhos ela disse que iria na casa de uma amiga), e então cléo repetiu a dose com eles, chegando em casa toda melada e fodida, com a buceta e o cuzinho arrombados…
Minha cléo agora está insaciável, pois alem de transar com meus amigos de trabalho, praticamente todo fim de semana, ela faz academia as terças e quarta hidro-ginastica (onde ela já arrumou uns macahos para a foderem nestes dias.
Na quinta ela arrumou um rapaz para limpar o quintal lá de casa e ele aproveita que nossos filhos estudam a tarde e faz a faxina na grutinha da cléo, nas sexta ela dá umas voltas na parte da tarde em busca de novos parceiros e está pensando em arrumar um parceiro fixo para a segunda (bom tem uma borracharia lá no bairo em que três negões trabalham lá, acho que ela dará para eles também) e pra mim sozinho as vezes durante a semana…
Mas a cléo gosta mesmo é de varias rolas de uma vez…valeu, abraços do corno dos amigos.