Peguei a Secretária para foder

Bom sou vendedor de livros de uma grande editora que fica na capital Paulista.
Sou casado a mais de 5 anos e sempre fui fiel a minha parceira.
Esta história aconteceu numa das minhas idas a São Paulo, estávamos tendo um grupo de formação de professores na sede da editora, num sábado chuvoso (para variar em Sampa).
Recebemos cerca de 60 professores do país inteiro que foram conversar com o autor de uma das obras.
A secretária da gerência, foi trabalhar este dia para ajudar no evento.
Seu nome é Samantha, tem 25 anos, morena de 1,70 de altura corpo escultural e seios médios maravilhosos.
Sempre que vou a editora fico totalmente hipnotizado de como o corpo dela é maravilhoso, e que como cada roupa fica estupenda nela.
Bom continuando já estava com o saco na lua daquele interminável evento, salvando algumas professoras ajeitadas que eu batia um papo, só não aguentava mais era ouvir aquele papo chato do autor.
O evento estava marcado para começas as 14 horas mas o autor chegou quase as 15 e uma van de professoras deu problema e as mesmas chegaram por volta das 15:30, com isso a palestra mais um filme que o autor inventou de passar foram acabar umas 19 horas.
Ao terminar teve um coffee para as professoras, que de fofoca para contar estavam cheias.
Lá pelas 20 horas o autor foi embora 10 minutos depois o 1° grupo de professoras e assim começaram a debandar e as nove da noite não tinha mais ninguém.
Pedi para Samantha encontrar um hotel para eu dormir pois não estava disposto a rodar mais de 200 km até em casa naquela chuva.
Ela encontrou um quarto num bom hotel e passamos a deixar as coisas em ordem no auditório, só naquele momento minha cabeça começou a desligar do trabalho, e passei a reparar na situação propícia que eu estava com aquela deusa sozinha comigo naquele enorme prédio, só haviam 2 seguranças na recepção do prédio.
Comecei a perguntar qual seria a programação dela para a noite de sábado conversa vai conversa vem e ela me conta que estava brigada com o noivo pois o mesmo estava dando muitas mancadas com ela me perguntou o que eu achava do casamento entre outras coisas.

Comecei a perder minha auto-confiança pois nestes anos de casado passei dos 70 quilos que tinha quando solteiro para uns 85 quilos, e uma barriguinha já bem grandinha, o xaveco já não é mais o mesmo entre outras coisas, passei a achar que estávamos com um papinho de amiguinhos.
Foi aí que Samantha me deu uma bela de uma brecha, falou que estava morrendo de medo de ter que sair da editora aquela hora e ter que andar 4 quarteirões até a estação do metro.
Prontamente me ofereci a dar uma carona para aquela jovem em perigo, não perdi esta boa chance.
Gastamos mais uma meia hora falando sobre tudo, deixamos tudo em ordem e fomos embora em meu carro.
Neste dia ela usava uma calça colada branca e uma bata verde, com uma sandália que mostravam seus lindos pézinhos lindos como a dona.
Que coisa mais maravilhosa ter esta mulher no meu carro, antes de sairmos ela foi ao banheiro, retocou a maquiagem e passou um maravilhoso perfume.
No carro simultaneamente falamos:
Que fome!
Pois das maravilhas culinárias do coffee só sentimos o cheiro, professora come muito.
Ela me falou que conhecia uma maravilhosa pizzaria a uns 15 minutos de onde estávamos, não demorei a tocar o carro para lá.
Neste momento desliguei meu celular para não ser interrompido pela patroa e me entreguei a este momento único.
Conversamos muito na pizzaria, comemos uma deliciosa pizza portuguesa e tomamos um belo vinho.
O assunto foi de futebol a livros, passando por legião urbana chegando a guerra do Iraque.
Que mulher linda, simpática e comunicativa.
Dai como vi que já estávamos bem entrosados puxei o assunto sexo, ela me disse que umas das frustrações dela é que o noivo dela com 22 anos de idade era um legítimo actor porno, só queria saber de receber sexo oral dar uns 10 minutos de bombadas, gozar, virar e dormir e ela ficar na mão.
Perguntei se ela já havia tido um orgasmo, na hora fiquei com medo de ter passado da medida, mas ela não refugou do assunto e respondeu que sim numa dessas vezes que ela estava muito excitada e mesmo com o noivo coelho dela conseguiu gozar mas que foi uma vez só.
Quando relatei que numa transa das mais simples com minha esposa ela tinha no mínimo 3 orgasmos, notei a garota engolir seco.
Ela perguntou como eu conseguia, disse que era adepto de sexo tântrico e que toda relação sexual minha não podia ser nada menos que um ritual de prazer.
Nesta hora falei porra tô me vendendo melhor do que vendo os livros no meu quotidiano.

Como bom cavalheiro paguei a conta e perguntei se ela queria alguma sobremesa, a mesma me disse que estava com muita vontade de tomar sorvete de menta com chocolate numa sorveteria no mesmo quarteirão da pizzaria.
Chegando lá babei ao ver a Samantha lambendo e chupando o cascão.
Fomos até o carro e vi minha oportunidade quase se arruinar, não é que toca o telefone de Samantha e era o noivo coelhinho dela, ela atendeu até que carinhosamente mas não sei o que o idiota falou, e só vi que ela respondeu que estava na balada e que não adiantava ele ficar esperando na porta da casa dela que ela ia demorar.
Nossa aí fui as nuvens, ela ficou meio chateada e me disse se eu não a levava a um shopping para ela ficar algumas horas dando um tempo para depois ir para casa.
Vi a bola pingando na cara do gol, perguntei se ela não queria que eu fizesse companhia para ela e depois a levava embora, ela ainda perguntou se não estaria me atrapalhando aí dei a cartada final, olhei bem nos olhos dela e disse que não tinha momentos tão legais a muito tempo.
Nossa a garota derreteu, e já emendei, falei vamos ao hotel e assistiremos um bom filme, sem reacção e já conquistada ela não esboçou nenhuma resistência.
Cheguei todo metido no hotel com aquela linda garota ao meu lado, tanto que o carregador de malas não tirou o olho da Samantha e pensando, esse gordinho fdp se deu bem.
Subimos e como já estava garantido na história, pedi licença e falei que ia tomar um banho rapidinho, ela sorriu e falou que ia ver um programa bom na tv para assistirmos.
Tomei aquele banho, coloquei uma cueca boxer e fiquei sem camisa, sou moreno, tenho pelos na medida certa no peito e barriga, cerca de 1,75 olhos e cabelos castanhos.
Saí enrolado na toalha e lhe disse que como não estava preparado para uma visita no hotel só tinha minha roupa social e se ela se encomodava de eu ficar de cuecas, ela já com carinha de sapeca falou que não tinha problemas.
Sai do banheiro e percebi a Samantha me olhando inteiro.
Deitei numa cama e ela na outra e ela me disse que iria começar um bom filme no SBT em meia hora e se eu deixava ela tomar uma ducha rápida antes de começar o filme, pois estava se sentindo grudenta.

Falei sinta-se em casa.
Deitei na cama e escutei o barulho do chuveiro, só de pensar na Samantha ali sem roupas já fiquei excitado demais.
Dei uma maneira de escuta-la desligar o chuveiro pensei que já era a hora de mostrar aquela garota o que um homem de verdade proporciona a uma mulher daquelas, desliguei a TV deixando o quarto escuro e tirei minha cueca.
Ela saiu do banheiro com a roupa e a toalha na cabeça e me perguntou:
Nossa Marcos que escuro o que aconteceu?
Respondi:
A TV pifou acredita?
Ela deu uma risadinha e disse:
Sei sei, mas e agora o que faremos?
Respondi:
Vem cá que eu te mostro.peguei a secretária para foder
Ela veio se sentou ao meu lado e eu lhe dei um beijo de uns 10 minutos, de perder o fôlego e matar aquela carência de um macho que ela tinha.
Ela disse que nunca tinha beijado um homem de cavanhaque e que estava gostando de sentir a barba cutucar seu rosto.
Deitei-a ao meu lado e tirei sua blusa, já sem sutiã, retirei sua calça e notei que estava sem calcinha, a virei de bruços e segundo ela lhe apliquei a melhor massagem da vida dela.
Já percebendo que ela estava bem a vontade e relaxada, abri as pernas dela e passei a lamber cada centímetro de suas virilhas, todo o entorno da vagina, passava a mão na sua barriga em movimentos bem suaves que a faziam dar pulinhos de excitação.
Voltei a vira-la de bruços e indo a geladeira peguei uma garafinha bem gelada de cerveja e deslizava pelas maravilhosas costas, nuca , cochas e virilha a fazendo delirar.

Nisso ela se virou e sentou e falou, nunca tive um homem que tivesse demorado tanto nas preliminares, respondi que aquilo era só o começo.
Deitei-a novamente, abri levemente suas pernas e passei a acariciar o entorno da vagina dela que já estava ensopada e pedindo por carinho, fechei sua boceta com os grandes lábios fazendo uma pressão até sentir com os dedo seu clitóris pela pele dos grandes lábios, isso é uma boa dica que enlouquece qualquer mulher.
Aumentava e diminuía as contracções e nisto veio o primeiro orgasmo.
Achei maravilhosa a reacção ao orgasmo de Samantha, ela chorava um pouquinho ao gozar.

Deixei ela dar uma recuperada pois sei que ao terminar de gozar algumas mulheres ficam com um certo formigamento na vagina que pode incomodar se já formos mexer logo depois do gozo.
Tomei calmamente a cerveja e em poucos segundos ela se levantou e já veio querendo pegar no meu pau.
Tirei a mão dela e disse que ainda estava só começando ela riu e disse você vai me matar.
Deitei carinhosamente Samantha na cama abri suas pernas e passeia a lamber sua vagina com muita subtileza, ela perdeu o controle e passou a gemer um pouco alto a cada passada de língua em seu grelinho, coloquei uma mão em cada seio dela e alternava em lambidas rápidas e ao perceber que ela estava beirando o orgasmo quase parava de lamber, fazendo ela dar várias contorcidas de grande prazer.
Decidi que era a primeira vez que ela tinha um homem de verdade e ia cativa-la pela quantidade de orgasmos e em mais uns 10 minutos desta maravilhosa dança lhe entreguei um orgasmo maravilhoso.
Desta vez achei que a garota havia morrido, ele ficou uns segundos choramingando e me xingando baixinho, depois entrou meio que num transe.
Me levantei, fui a geladeira e peguei outra cerveja, tomei, e me sentei do seu lado.
Falei que agora ela ia poder começar a participar da brincadeira.
Coloquei-a de quatro e falei:
Posso te pedir uma coisa?
Ela:
Pode!
Falei:
Chupa meu pau cadelinha do papai!
Ela nem respodeu e engoliu meus 16 cm de pau de uma unica vez, dando até aquela deliciosa engasgadinha, passei a acariciar sua bocetinha com ela de quatro e me chupando, pedi para ela rebolar, e não é que a safada rebola bem.
Fazia movimentos circulares em seu grelinho e alternava com enfiadas do indicador em sua boceta e cuzinho.
E ela fazendo um excelente trabalho oral no meu pinto.
Ela parou e me desafiou:
Vamos ver quem goza primeiro?
Respondi:
Demorou!
E ganhei mais uma, para uma mulher me fazer gozar no boquete tem que estar preparada para chupar por uma meia hora sem parar mas Samanha voltou a gozar em 15 minutinhos apenas, e ver aquela deusa choramingando a meia luz com meu pau atolado na boca foi indescritível.
Suas pernas desmontaram ela desabou na cama, peguei um preservativo e me sentei ao seu lado.
Esperei ela se recuperar novamente e me deitei sobre ela fazendo um maravilhoso 69 e a fiz ter mais um orgasmo após uns 15 minutos de brincadeira, também no 69 já conseguia dar leves mordidas e sugadas maravilhosas em seu grelinho.
Nesta hora eu já estava com a prostata doendo de tanto segurar a ejaculação e passei a ajuda-la dando leves bombadas em sua boca, e como era uma aventura, pensei comigo e resolvi gozar dentro da boca dela, e ela foi super receptiva cuspindo apenas pouco mais da metade do meu leitinho.
Que sensação maravilhosa, ela se levantou foi ao banheiro, se limpou e voltou como uma fera decidida, pegou a camisinha no criado mudo e falou:
Quero sentir você dentro de mim.
Ela terminou de limpar o meu pau com a boca e já colocou a camisinha, subiu e mim e passou a me cavalgar.
Sabia o que fazia, apoiada nos seus pezinhos rebolava e alternas fortes estocadas com suaves contracções e não é que depois de uns 10 minutos ela gozou novamente e senti deliciosas gotas de choro na minha barriga.
Deitei seu corpo na cama, coloquei suas pernas nos meus ombros e passei a bombar com muito força, certeza que todo o hotel estava escutando a cama estalar e a Samantha gemer como uma prostituta.
Após uns 5 minutos bombando não resisti, tirei meu pau, tirei a camisinha e lavei a barriguinha sarada dela.

Me deitei um pouco ela foi ao banheiro, tomou um banho e voltou.
Comecei a beija-la com muito carinho e a acaricia-la ela perguntou no meu ouvido:
Você é insaciável?
Respondi:
Com você sim!
Nisso meu pau já estava duro de novo e a virei de quatro e passei a pedir para ela foder, coisa que ela fez com maestria, jogando sua bunda com força para trás.
Percebendo nosso cansaço, deitei Samantha na cama novamente, agora com uma perna dela no meu ombro e a outra na cintura eu bombava num ritmo legal e manipulava seu clítoris com força, e pedindo:
Vamos gozar juntos putinha!
Depois de umas 50 bombadas gozamos praticamente juntos, eu primeiro e ela uns 10 segundos depois ao sentir meus quentes jactos dentro dela (essa foi sem preservativo, não recomendo, sorte que ela toma pílula).
Ficamos ali atados por mais uns 10 minutos e fomos tomar banho.
No banho perguntei se ela já tinha feito sexo anal, ela disse que sim mas que só doía e o coelho dava uns 3 min de bombaba e gozava.
Desconversei, passei a dar banho nela passando sabonete em seu maravilhoso corpo, e ao vira-la de costas meu pau estava já meia bomba.
Passei a roçar nas nádegas dela e ele encheu todo.
Pus meu corpo bem junto ao dela e mordiscava sua orelha e manipulava sua boceta.
Ela começou a empinar o bumbum oferecendo seu cuzinho.
Dei um passo para trás, e com uma mão manipulava a bucetinha dela e com a outra pus um dedo, depois dois e ela já rebolando a safada.
Molhei bem o pau, alarguei a entradinha e encaminhei a cabecinha porta a dentro.
Ela deu o veredicto, abaixou um pouco mais meio que falando, fode vai!
Comecei devagar e ao perceber que de incomodo passou a dar prazer bombava mais forte, conciliando o coito a uma maravilhosa masturbação no grelinho dela.
Não demorou e ela gozou, como eu já estava muito louco, fiz ela abaixar bastante quase encontrando a cara no chão e passei a fode-la como um cavalo a uma égua e logo depois gozei naquele cuzinho mágico.

Terminamos o banho e exaustos dormimos abraçadinhos.
Acordamos lá pelas onze da manha, levei ela para casa, almocei com a mamãe e o papai dela.
Por volta das 14 horas resolvi que tinha que ir embora, ela quase chorou, disse que queria mais, falei que minha esposa já deveria estar na delegacia dando parte do meu desaparecimento.
Ela me disse que minha mulher era uma mulher de sorte, e que se arrependia de ter me julgado pelo rótulo, que nunca imaginou que um gordinho pudesse fazer ela se sentir tão mulher daquele jeito.
Gente resumindo esta mulher está comigo até hoje e agora tenho duas, ainda monto meu harém.
Logo logo conto nossa segunda foda e uma com a minha esposa!
tchat incontri

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
1 comentario
  1. edu diz:

    Bah gordinho safadoo mandou bem neste conto.
    Valew hein compartilhar esta parada iradassa que aconteceu com vc

Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>