Sara e Daniel: a primeira de muitas fodas

Sara e Daniel: a primeira de muitas noites em claro
Essa é a história de Sara, 25 anos, que se entregou aos encontros de Daniel, um moreno que conheceu na internet. Já na primeira ela soube que seria dele com muito prazer…

Essa é a história de uma moça, normal, como milhares nesse país. Não namora porque ainda espera o cara certo para alguma coisa legal. Mas, de um tempo para cá tem se sentido só, mais só que de costume. Adora sexo e ultimamente tem se visto transando apenas em seus sonhos. Não quer dar para qualquer um, principalmente depois de ter amado, de ter feito muito amor com o único homem que ela queria para sempre.
Como tem o sangue quente e ultimamente tem tido muitos sonhos eróticos, não pára de ter vontade de um bom sexo. Sua imaginação vai a mil quando pensa num homem a segurando por trás, a empurrando contra a parede, puxando seu cabelo, a fazendo mulher, a fazendo gemer de tesão e vontade. Realmente a sensualidade estava à flor da pele, mas nem por isso se entregava… Ela queria algo diferente, algo que realmente a fizesse ter vontade de dar igual a uma louca. Senão continuaria em casa, com seus calores e se resolvendo sozinha.

Numa certa noite, dessas de tédio e solidão, decidiu entrar numa sala de bate papo on line. Cara, aquilo ela considerava depressão pura! “Puta, que droga… procurando passar o tempo com esse monte de desesperados”, mas como Sara queria alguém, quem sabe, ele não poderia estar ali, assim como ela?
Foi conversando com uns dois ou três, o papo fluía bem. Adicionava no MSN, continuava a conversa, mas como sabia que esses homens só querem sexo, seleccionava bem, dava canseira, perguntava muito. Estava com vontade de conhecer alguém legal, mas nem por isso se entregaria para o primeiro idiota.
Até que começou a conversar com Daniel. Parecia como todos, desinteressantes, porém esse ainda tinha um agravante: convencido! Sara perguntava, ele demorava a responder. De certo estaria atacando outras mocinhas… enfim. Ela gostava mesmo de saber com quem estava lidando e percebeu que ele era ríspido, um pouco grosso e deselegante. Enfim, tudo que não a atraia num homem. O deixou de lado. Definitivamente, ele não fazia seu tipo.Sara e Daniel: a primeira de muitas fodas
No dia seguinte, filtrando os caras que tinha adicionado, deletou Daniel, mas não o bloqueou, se ele quisesse e a chamasse ela veria e conversariam numa boa. Até que numa tarde, alguns dias depois… trabalhando, on line, ele a chamou com a pergunta do dia. Ficou intrigada. No começo achou que fosse alguma piada sem graça. Ele tinha 27 anos e o tinha achado um moleque, não um homem como estava acostumada. Foram conversando, ele estava em casa por causa de uma gripe.
Adorou teclar com ele. Daniel parecia um cara inteligente, bem informado e isso a instigou. Mas por pouco tempo. Quando viu suas fotos no Orkut, viu que ele é muito ligado ao corpo, com fotos sem camisa, bancando o gostosão. Sara é discreta, não acha importante a aparência, nem esse apelo do corpo sarado. É magrinha, mas sabe de sua sensualidade e suas curvas delicadas.
Durante a semana foram conversando mais animadamente e o papo, como acontece naturalmente entre um homem e uma mulher com desejos, foi ficando mais picante… Ela simplesmente estava adorando aquilo. Passou a espera-lo e a ficar ansiosa enquanto ele teclava, mas até ai, achava que nem se veriam. Ele não fazia nenhum convite e ela não daria o primeiro passo. Não com ele.
Até que Daniel escreveu um email delicioso. Ela estava louca de tesão por aquele cara, que sequer tinha visto. Ficava quente com aquelas ideias de sexo e prazer com um desconhecido. Só de ler aquilo, na tela do computador, ficava molhada e se masturbava pensando em como seria bom dar para aquele cara.
Até que marcaram um encontro. Cheia de vontade, mas morrendo de medo, Sara aceitou o convite. Esperou por ele. As mãos geladas, a boca seca… Ela sabia onde os dois passariam a noite: numa cama de motel, mas estava assustada. No fundo tinha medo de não gostar dele, do cheiro, do gosto do beijo. Ele chegou. Ela entrou no carro, gostou do que viu. Cumprimentou com um beijo no rosto e foi simpática.
No quarto, já estava cheia de vontade daquele cara de sorriso perfeito, louco por possuí-la. O beijo era bom, ele pegava gostoso e estava de cueca branca. Sara era louca por cuequinhas brancas. Se segurando para não cair de boca naquela rola que parecia deliciosa, foi se entregando aos carinhos de Daniel. Até que não resistiu e começou a chupar aquele homem, que parecia não aguentar de prazer. Sara sabia que seu boquete era dos bons. Fazia com gosto, com muita vontade. Adorava chupar.
As preliminares foram maravilhosas, Daniel tinha paciência e estava deixando Sara louca de desejo de sentir seu pau bem duro e grande dentro dela. Ela suplicava de tesão, gemia cheia de torpor, tomada por aquele homem que a fazia sua mulher. Sara pedia que ele a penetrasse com urgência e ele dizia. “Eu vou te deixar louca”. E deixou mesmo.
Quando Sara achou que não aguentaria mais, ele enfiou seu pau duro dentro dela que estava toda melada, só esperando por ele. Entrava com firmeza, gostoso, do jeito que Sara mais gostava. De quatro, sendo segurada pela cintura e pelo cabelo, ela dava com vontade para Daniel que parecia adorar aquela magrinha.
Enquanto chupava os dedos dele, ela percebeu que ele não aguentava mais e ele gozou muito em seu bumbum arrebitado de tesão.
Sara teve uma de suas melhores noites, principalmente porque ambos tinham o que conversar depois do sexo. Eles ainda transaram mais três vezes. Aquele homem era insaciável, ainda queria mais. Sara adorava saber o tipo de reacção que provocava naquele moreno. Saíram do motel às 7 da manhã, sem sequer terem cochilado.
Ela adoraria saber o que se passava na cabeça de Daniel, mas ela tinha adorado. Ela adora sexo e se ele quiser, ela ainda vai dar muito para ele. No motel, na cama, no chuveiro, no carro, na chuva, na pia…
incontri online

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>