Sexo na água

A Coelhinha é a fã numero 1 de uma boa foda mandada fora de 4 paredes, enfim, gosto de ser fodida ao ar livre!!!
Já relatei umas duas aventuras com o Sr. T. ambas de sexo ao ar livre… Eu e esse belo senhor gostávamos de experimentar de tudo… Fazer broches fora de casa era o prato do dia, e ele delirava com essas belas chupadas
Costumávamos sair para um o Rio XXX quando em época de Verão, entrar na água, apanhar sol… era uma fuga às praias repletas de gente…
Numa dessas ídas para apanhar banhos de sol, o meu querido maninho e namorada dele da altura resolveram ir connosco… Assim aos pares, e enquanto íamos no caminho, decidimos-nos por um sitio mais remoto onde não houvesse mesmo ninguém, para podermos estar mais à vontade…
Depois de chegarmos ao local, minimamente escondido, toca de brincar na água, que não tinha muita corrente e onde podíamos andar na boa sempre a dar-nos abaixo das mamocas…
Passado algum tempo, o meu mano afastou-se mais com a namorada e em menos de nada comecei a notar os movimentos deles suspeitos. A minha “cunhada” girava dentro de água colada a ele, e mesmo eu não vendo, imaginava que se agarrava à sua cintura com as pernas entrelaçadas…
Não liguei para o assunto… até que em menos de nada grita-me o meu irmão: Ei maninha!!!! Cuidado aí!!!! Arreda-te e deixa passar os teus sobrinhos que estão a ser levados pela corrente!!!!
E nisto desataram todos a rir… menos eu que lutava para saír fora de água ao ver boiar uma quantidade de esporra considerável e a vir na minha direcção puxada pela corrente
Mas o facto é que vendo a cara de satisfação da namorada dele fiquei com vontade de mandar ali uma também… então esperei que eles se deitassem ao sol, arrastei o Sr. para a água e toca de lhe fazer o que nunca tinhei feito antes… Uma verdadeira chupada debaixo de água! 😉 e acreditem que é possível e não custa nada! 🙂
Respirava fora de água, depois mergulhava e chupava aquele caralho grosso até não poder mais e ter de voltar acima para respirar novamentesexo na água
Depois tratei de trepar para a cinta dele… envolvi as minhas pernas na sua cintura e montei o caralho do Sr.T. 🙂
Fodiamos levemente, parecia que não tinha peso, o Sr. chupava-me as mamas… depois deitava-me sobre a água e continuava a estroncar a minha ratinha…
Estávamos assim no bem bom… mas a Coelhinha que sempre gostou mesmo foi de apanhar forte na coninha, de trancadas mais brutas digamos assim…. pediu logo ao Sr.T. para saírem da água e irem continuar debaixo das árvores…
O Sr.T. suspeitou da minha vontade de ser estroncada… veio atrás de mim, mandou-me agarrar ao tronco de uma árvore e virar-lhe o cuzinho… Enterrou aquela verga na minha xaninha e começou a foder-me com força… batia-me no rabo deixando-o vermelho, agarrava-me os cabelos molhados e puxava-me a cabeça para trás como se fosse uma putinha a ser comida numa rua escura qualquer… eu adorava que ele me fizesse isso…
Comecei a coçar a minha coninha com uma mão, estava doida, quase a vir-me quando o Sr.T. me apertou o pescoço com força como se me fosse estrangular tapando-me quase por completo a respiração… aí não aguentei mais…. gritei, gritei bem for-te mas num grito tão abafado que ninguém ouviu!!! Eu ficava descontrolada de cada vez que ele me apertava assim, e vinha-me feita putinha completamente estroncada…
Acabei depois por voltar para a água onde fiz esporrar o Sr.T. bem nas minhas maminhas ao sol… e enquanto me ía limpando na água daquela quantidade de leite, gritava ao meu irmão que ainda estava na toalha: Hó menino!!!! se te levantares ainda vais a tempo de salvar os teus sobrinhos também!!!! 😉
O meu mano é o maior!!! Adoro ele! 🙂

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
2 comentários
  1. Sr. A diz:

    Eu resiti resiti a comentar este conto mas…. então afinal tu és coelhinha ou peixinha? Entonces é dai que apareceram aquelas cenas das sereias, agora é que eu descobri… entonces os marinheiros iam lá para baixo e recebiam umas mamadas e nunca mais voltavam, haaaaaaaaaaaaaaaa… porque não estava bem explicito o que as sereias diziam aos marinheiros para eles se atirarem a água… Agora tou a ver “anda para água que te faço uma mamada muito molhada” ai claro lá iam eles…..hummmmm e algum tava a chupar a sereia e de repente deve ter dito “isto cheira a bacalhau” dai a famosissima canção “Quero cheirar teu bacalhau Maria”
    eu adoro isso também mas so se a agua estiver nos 20º porque senão uiiiiiiiiiiiiii o mastro vira palito, e elas dizem, estas a espera que eu chupe, ou que algum peixe te coma a minhoca.
    jinhosssssssssssssssssss

Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>