Trepando a aluna Morena

Trepando a aluna morena.
Meu nome e Douglas tenho 23 anos, adoro praticar esportes e artes marciais, tenho cabelo curto da cor preto, olhos castanhos claro, pele parda bem queimadinha do sol, braços e pernas grossas e grandes, tipo físico fofinho, sorriso cativante e encantador.

Estava eu certo dia dando aula para meus alunos de uma escola particular do curso de montagem e manutenção de computadores, do qual a turma tinha 15 alunos, sendo 10 meninas e 5 meninos, entra na sala uma nova aluna, toda moreninha, sorriso lindo, bunda arrebitadinha e seios fartos.
Minha reação naquele instante foi as piores possíveis, pois minha vontade era de rasgar todo aquele vestidinho que ela estava vestindo, vestido preto, com detalhes brancos, sem soutien pois eu percebia os biquinhos dela aparente no vestido, e com uma calcinha minúscula, meu tesão estava la em cima. Porém tive de me controlar para os outros alunos não perceberem minha excitação, então dei boas vindas, perguntei de onde ela era e porque havia escolhido o curso, ela respondeu e continuei a aula, embora isso era quase impossível, estava com muito tesão e descontrolado, parei a aula no meio como de costume e os alunos foram para o lanche, felizmente ela não saiu da sala, talvez porque ainda não conhecia ninguém…
Sentei do lado dela e comecei a conversar, ela sem querer deixa o celular cair, eu pego e digo, se faz isso com o cel imagina com o namorado, ela responde: amanha de cabo e vassoura todos os dias, conversamos mais um pouco e o lanche acaba e a aula retorna, no final da aula todos os alunos vão embora inclusive ela. Trepando a aluna Morena
Durante a semana em casa e no trabalho, só tinha aquela garota morena em meus pensamentos em que fazer quando eu tivesse a oportunidade de estar com ela, a semana passa rápido pra minha alegria, a turma que eu mais aguardava entra na sala inclusive a bela morena, então percebo que ela esta triste, mas continuo a aula normalmente, com a imagem dela na minha cabeça e mais a dessa aula, pois ela só usa roupas atraentes, embora qualquer roupa em seu corpo ficaria muito bem, pois ele e simplesmente perfeito.
Na hora do intervalo do lanche, pergunto porque ela estava triste ela disse que havia terminado o relacionamento, eu lamentei o acontecido, embora estava muito feliz por dentro, e disse se quiser deixar o telefone, disse aquilo apenas por brincadeira, e no final da aula por minha surpresa ela vem ate a minha mesa e deixa um papelzinho, olhei pra ela, e ela estava toda sorridente e encantadora, abri aquele papel e vi o seu celular.
Assinei o ponto na escola e fui pra minha casa, tomei aquele banho gostoso, acariciei meu pai pensando nela, dei varias tapinhas nos meus ovos, me enxuguei e deitei na cama, peguei meu telefone e liguei pra ela, ela perguntou pq eu havia demorado tanto pra ligar, fiquei entusiasmado e perguntei se ela estava livre hoje, era um final de semana, uma noite tranquila, ela disse que sim, marcamos onde eu iria pegar ela, nos encontramos as 21:00 horas, abri a porta do carro ela entrou, então fomos para um local de ambiente agradável, musica ao vivo, conversamos muito, então perguntei se ela queria ir pra algum lugar mais tranquilo, ela apenas sorriu, então paguei a conta, abria porta do carro ela entrou, infelizmente eu não aguentei chegar em algum lugar tranquilo, dentro do carro mesmo dei um beijo daqueles de meia hora acariciando todo o seu corpo, passando minha mãos pela sua nuca, segurando a pelos cabelos, descendo minha mão com a ponta dos dedos por suas costas, sentindo a suspirar forte, fui com minha língua pra sua orelha deixando a quente, voltei pra sua boca e explorei cada parte dela, onde sua língua se encontrava comigo diversas vezes…
Desci com as mãos em seguida a língua por seu pescoço, desabotoando sua blusinha, tirando seu sutiã e seus seios apontados pra mim como queria dizer algo tipo (venha me mamar) cai de boca naqueles seios enormes e suculentos, mordi, chupei, mamei ate eles ficarem ainda mais duros, desci sobre sua barriga e fui tirando sua calça.
sSempre com minhas mãos sobre seus seios, apertando os com força, tirei sua calcinha com os dentes e a ajuda de suas mãos, vi aquela buceta depiladinha, super molhada, cai de boca, chupei sua buceta com força, como se eu estivesse faminto, a cada vez que eu colocava minha língua sentia ela ficar ainda mais molhada, liberando seus extintos de mulher, enquanto penetrava minha língua em sua buceta, apertava seus seios, seus biquinhos, fazia movimentos circulares, e em seguida comecei a penetrar meus dedinhos em sua piriquita húmida, ouvindo ela gemer e se contorcer toda, e com um dedo na buceta o dedinho ir pressionando seu cuzinho, desci com a língua sobre seu cuzinho.
Comecei a lamber ele todinho, minha língua queria entrar todo em seu cuzinho que ia se abrindo mais a cada momento, coloquei ela de quatro, dei umas pontadas com o dedo em seu cuzinho, umas lambidas, tirei meu pau pra fora ela caiu de boca, chupando ele por inteiro todo melado já de porra, enquanto ela mamava e chupava meus ovos, eu socava meu dedo em sua buceta, ela gozou em minha mão, eu nem pensei em camisinha tirei meu pau da boca dela virei ela e soquei direto em seu cuzinho.

Primeiro entrou apertadinho, ela gemeu forte, fui colocando devagarzinho, tirei, passei a mão em sua buceta que estava toda melada depois em seu cu para lubrificar mais e coloquei com força, dei varias bombadas ate ele ficar rochinho e ardendo, sentei no banco do carro, ela montou em mim, sentou com a buceta no meu pau, e começou a cavalgar, enquanto eu chupava seus seios e beijava sua boca, entre vai e vem, ela parou virou de costas e começou a sentar no meu pau com o cuzinho, me olhando de ladinho com cara de safada.
Peguei ela abri suas pernas e penetrei meu pau em sua buceta todinho, deixando ela sentir ele todinho dentro dela, quando não aguentei mais, fui com o pau ate sua boca e jorrei boca em sua garganta, ela deitou e engoliu tudinho, e ficou ali paradinha, eu vesti minhas roupas, cobri ela com minha blusa de frio que estava no porta malas, e ficamos ali horas conversando, deixei ela em casa, e fui pra minha casa com aquele sorriso estampado no rosto, liguei no dia seguinte para desejar um bom dia tão lindo e especial quanto ela, depois desse dia, nos começamos a namorar, ficamos juntos 1 anos mais ou menos e hoje em dia somos amigos.
bonhips@hotmail.com

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>