Uma doce traição

Olá, Sou Fabrício(nome verdadeiro) Olá, minha esposa chama-se Tânia (nome verdadeiro) antes de enviar este relato real, refleti bastante se valia a pena e de tanto ler relatos de outras pessoas tomei coragem.
Acidentado, tive que ficar imobilizado em casa durante meses, com ferros separando minhas pernas e urinando com aparelho. minha esposa linda, e com corpo escultural é 12 anos mais nova, estilo Kelly Ky. Como tinha uma fantasia enrustida aproveitei o momento e tivemos uma longa conversa. vou narrar como foi o papo: meu amor, vamos conversar porque estou preocupado com a minha situação, estou impossibilitado e manter relações sexuais com você e sei que você é muito nova, bonita e sensual, precisa de sexo, somos casados e não vejo razão para ser egoísta, sei de sua necessidade, então quero propor que ao invés de suprir a carência de forma errada, com alguém do seu trabalho ou me traindo na rua com algum desconhecido ou vizinho, aceitaria que você tivesse relação sexual com um garoto de programa aqui em casa e na minha presença.
Ela no começo recusou e disse que me esperaria o tempo que fosse, mas eu disse quem nem sabia se ficaria impotente ou não, notei que ela gostou da ideia mas queria valorizar.Uma doce traição
No dia seguinte ela me disse que realmente sentia muito tesão e se fosse da minha vontade aceitaria. Procuramos em site erótico pela Internet e depois de analisar bastante ela gostou de um jovem cujas características eram bem definidas. Pedi que ela o recebesse com um vestido de jersei bem fininho que ela usava nas noites e sem calcinha e que transasse no sofá ou no chão e deixasse a porta do quarto onde eu estava semi aberta, o quarto é escuro e quem estava de fora não percebia a presença de ninguém.
O rapaz chegou e conversaram ela disse que era casada e que o esposo estava internado e que só poderia fazer isso durante o dia porque a noite tinha gente em casa. Começaram a se beijar, o jovem ficou só de cueca e foi logo levantando o vestido da Tânia, ao perceber que ela estava já sem calcinha tirou a cueca e ficou de pé, Tania sentou no sofá e por alguns segundo ficou admirando aquela piroca, logo ele pediu para que ela chupasse, imediatamente foi atendido, Tania brincava , engolia aquela pica sem piedade, ele colocou-a de quatro no braço do sofá deu umas palmadas naquela bundinha e foi metendo-lhe a pica, ela pelo tempo sem sexo gemia e chorava de prazer, não demorou muito e gozaram, o cara era impiedoso e logo pediu mais, antes pediu que ela limpasse sua pica com a boca ela obedeceu, deitaram no chão ele pediu uma punheta, ela obedeceu e logo a colocou-a como uma puta de pernas abertas, ao mesmo tempo que metia dava-lhe bofetada na cara e por incrível que pareça ela pedia pra ele bater mais e dizia:
– sou sua puta sem vergonha mete tudo na minha buceta, gizaram e novo, ele encheu a buceta do meu amor de porra, ele pediu o cuzinho mas para minha alegria ela disse que não, que era a primeira vez e que poderia pensar na próxima vez. Fuderam durante uma hora, foram para o banheiro e depois de 20 minutos sairam, ela completamente nua e ele já vestido, se despediram com um longo beijo, ela ainda sem calcinha levou-o até a porta com a promessa de uma nova visita, pagou o preço combinado e depois disso já fuderam de 10 vezes. O valor pago já faz parte do nosso orçamento.
Ela me prometeu que quando eu estiver curado e potente novamente vai me retribuir chamando também uma garota de programa para que os quatro façam uma orgia gostosa em nossa casa.
Ela tá feliz e eu também. Hoje posso dizer:
Não tem coisa mais excitante do que ver a propria mulher sendo fudida oor outro homem.
Se eu soubesse que ser corno era excitante assim já seria a muito tempo. Ah! já ía me esquecendo na terceira vez ela perdeu o cabaço do cú, ele meteu, ela gemeu, chorou e gostou.

Podes seguir todas as respostas a este artigo subscrevendo gratuitamente a RSS 2.0 feed. Também podes deixar um comentário, ou enviar um trackback através do seu site.
Deixe um comentário

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>